terça-feira, agosto 14, 2018

Casos habitacionais e urbanos de referência - Infohabitar 653

INFOHABITAR N.º 653
CASOS HABITACIONAIS E URBANOS (estudo, análise e divulgação) 

Conjunto de 27 artigos

 

Nota prévia:

Avisam-se os estimados leitores de que nas próximas duas semanas a Infohabitar estará ausente, para umas pequenas férias e que retomaremos as edições semanais habituais na próxima segunda-feira dia 3 de setembro; deixa-se, no entanto, com o presente artigo o que se julga ser um muito amplo e excelente “pacote” de links para um conjunto tão diversificado como interessante de casos de referência urbanos e habitacionais, que merecem renovada e continuada atenção.

 

Caros leitores da revista semanal Infohabitar com a presente edição, damos continuidade a uma nova tipologia editorial, em que se procura voltar a focar e divulgar artigos e séries editoriais já desenvolvidas há algum tempo, mas versando temáticas intemporais.

Julgamos que quando uma revista técnica e científica como a nossa atinge um significativo “tempo de vida” – neste caso 14 anos – e expressão editorial – a caminho dos 700 artigos – corre-se o risco de textos que deixaram de estar numa primeira linha editorial, mas que continuam com o mesmo interesse e oportunidade, poderem ficar um pouco esquecidos “nas prateleiras arquivadoras”, neste caso “na nuvem arquivista” e, a partir desta consideração, surgiu a ideia de voltar a colocar “bem à mão”, à distância de um rápido “clic”, conjuntos temáticos de artigos, por vezes muito bem articulados, entre si, outras vezes marcados por uma salutar diversidade, como é o caso actual.

E é assim que, na presente edição da Infohabitar, se sugere a leitura de uma série de 27 artigos, editados entre 2007 e 2011, realizados por 9 autores e que têm em comum a abordagem do grande tema referido a CASOS HABITACIONAIS E URBANOS (estudo, análise e divulgação).

E lembra-se que esta matéria dos CASOS HABITACIONAIS E URBANOS (estudo, análise e divulgação) constitui um dos 35 temas editoriais da Infohabitar.

Chamamos a atenção, muito especificamente, nesta série editorial para a grande diversidade de casos abordados e, naturalmente, para um perfil de abordagem onde se procura, sistematicamente, associar aspectos práticos a aspectos de enquadramento qualitativo e exigencial.

Lembra-se, mais uma vez, que melhores espaços habitacionais – e há quem defenda que todo o espaço construído pelo homem é espaço de habitar – são determinantes de uma melhor qualidade de vida diária a curto, médio e longo prazos.

Uma série de temas são apresentados nos 27 artigos cujos links se disponibilizam, em seguida, e apenas para despertar o interesse dos leitores salientam-se, desde já, alguns deles: o excelente e sempre inovador Bairro de Alvalade, em Lisboa, abordado por vários autores e sob variadas perspectivas; diversos casos de referência do Prémio IHRU, com destaque para conjuntos tipologicamente humanizados e diversificados; a nova Bouça de Siza Vieira, realizada com iniciativa cooperativa; duas pequenas casas, uma de Ralph Erskine e outra Eduardo Anahory, na Arrábida; um excelente caso habitacional e urbano ainda ligado ao velho SAAL, o Bairro Luta pela Casa – em Carnaxide, Oeiras; nas palavras do grande amigo Arquitecto Duarte Nuno Simões, o relembrar do saudoso arquitecto Filipe Oliveira Dias com um seu projecto de habitação de interesse social premiado, realizado em coautoria com o arquitecto Rui Almeida, no Monte de São João, Porto; lembranças formativas/informativas sobre as metodologias das Habitações Económicas da Federação das Caixas de Previdência e dos Prémios INH e IHRU; a evolução da produção de Habitações de Interesse Social em São Paulo; um artigo sobre a excelente inovação tipológica residencial proporcionada pela Residência Madre Maria Clara (conjunto de diversos tipos de unidades residenciais e de equipamentos de apoio a idosos) – na Outurela, em Oeiras (promoção municipal); e vários artigos sobre a importância da promoção de habitação de interesse social pelas Cooperativas de Habitação Económica, associadas na FENACHE.

Fiquem, então, com algumas das muitas páginas da nossa pequena história editorial,
tratando-se, neste caso, do que se julga ser uma muito estimulante selecção de casos de referência urbanos e residenciais.

Boas leituras,

António Baptista Coelho
Editor da Infohabitar, Presidente da GHabitar, investigador principal com habilitação em Arquitectura e Urbanismo (LNEC), doutor em Arquitetura (FAUP), Arquiteto (ESBAL).

Notas práticas:
. a listagem dos artigos mantém a respetiva ordem cronológica editorial (dos mais recentes para os menos recentes);
. os artigos são disponibilizados no seu formato editorial original;
. para aceder ao artigo basta fazer ctrl + click sobre o seu endereço eletrónico (disponibilizado a seguir ao respetivo título); ou sobre o próprio título (quando este está ligado diretamente ao respetivo ebdereço eletrónico – ao passar o rato/mouse sobre o título essa ligação fica evidente).  


(Tema geral)
CASOS HABITACIONAIS E URBANOS (estudo, análise e divulgação) 

Falar de Arquitectura falando de qualidade - Sobre a Casa de Ralph Erskine – artigo de Luís Morgado (n.º 314, 3 Out. 10, 10 págs., 14 figs.) .

Casos de Referência dos primeiros 5 anos do Prémio IHRU – II: o Outeiro da Forca, em Portalegre - António Baptista Coelho (n.º 358, 16 Ago. 11, 9 págs., 9 figs.).

Casos de Referência dos primeiros 5 anos do Prémio IHRU – I: a nova Bouça, no Porto - António Baptista Coelho (n.º 357, 3 Ago. 11, 8 págs., 11 figs.).

Habitação de interesse social no bairro de Alvalade - artigo de António Carvalho (n.º 313, 26 Set. 10, 7 págs., 6 figs.) .

Um caso de estudo – Bairro Luta pela Casa – Carnaxide - artigo de João Rainha Castro (n.º 311, 12 Set. 10, 6 págs., 6 figs.) .

Cruzamento da Av. EUA/Av. Roma: adaptabilidade e atractividade - artigo de António Carvalho (n.º 310, 3 Set. 10, 5 págs., 4 figs.) .

Percepção rápida da QUALIDADE: Conjunto habitacional premiado no Calhariz de Benfica - artigo de Luís Morgado (n.º 308, 18 Ago. 10, 4 págs., 2 figs.)

Atractividade e agradabilidade – Residência Madre Maria Clara – Outurela - artigo de João Rainha Castro (n.º 307, 10 Ago. 10, 6 págs., 7 figs.) .

A NHC, Nova Habitação Cooperativa e os Prémios INH-IHRU Alguns casos urbanos e habitacionais de referência – artigo de António Baptista Coelho (n.º 227, 22 Dezembro 2008 12 págs., 12 figs.) .

Alvalade, de Faria da Costa. uma cidade na cidade - o mistério de Alvalade, III – artigo de António Baptista Coelho (n.º 179, 17 Janeiro 2008 18 págs., 11 figs.).

Alvalade, de Faria da Costa. uma cidade na cidade - o mistério de Alvalade, II – artigo de António Baptista Coelho (n.º 178, 10 Janeiro 2008 15 págs., 8 figs.).

Alvalade, de Faria da Costa. uma cidade na cidade - o mistério de Alvalade, I – artigo de António Baptista Coelho (n.º 176, 28 Dezembro 2007 13 págs., 5 figs.).

Evolução da produção de Habitações de Interesse Social em São Paulo - artigo de João Cantero (n.º 172, 29 Novembro 2007, 13 págs., 15 figs.).

Reposição da Casa-abrigo Eduardo Anahory: Arrábida, 1960 – um artigo de Pedro Taborda (n.º 168, 9 Nov. 07, 25 p. 17 fig.)

Um prémio residencial formativo – texto de António Baptista Coelho (n.º 156, 6 Set. 07) .

Humanização e densificação urbana – texto de António Baptista Coelho (n.º 155, 30 Ago. 07).

Notas sobre a integração urbana e paisagística – artigo de António Baptista Coelho (n.º 154, 23 Ago. 07).

Cooperativas de habitação e adequação de espaços de vizinhança e domésticos – artigo de António Baptista Coelho (n.º 153, 17 Ago. 07).

Cooperativas de habitação, reabilitação e sustentabilidade – artigo de António Baptista Coelho (n.º 152, 9 Ago. 07).

Sobre Alvalade, um comentário - Pedro Taborda (n.º 135, 20 Abr. 07, 2 p., 1 fig.).

Análise arquitectónica residencial do Bairro de Alvalade e designadamente das suas “células sociais – António Baptista Coelho (n.º 133, 06 Abr. 07, 15 p., 16 fig.).

O conjunto de habitações sociais do Monte de São João – Duarte Nuno Simões, com ilutração de António Baptista Coelho (n.º 129, 08 Mar. 07).



Finalmente salienta-se que o processo editorial da Infohabitar, revista ligada à ação da GHabitar - Associação Portuguesa de Promoção da Qualidade Habitacional (GHabitar APPQH) – associação que tem a sede na Federação Nacional de Cooperativas de Habitação Económica (FENACHE) –, voltou a estar, desde o princípio de setembro de 2017, em boa parte, acolhido no Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e nos seus Departamento de Edifícios e Núcleo de Estudos Urbanos e Territoriais (NUT); aproveitando-se para se agradecer todos os essenciais apoios disponibilizados por estas entidades.


Notas editoriais:
(i) Embora a edição dos artigos editados na Infohabitar seja ponderada, caso a caso, pelo corpo editorial, no sentido de se tentar assegurar uma linha de edição marcada por um significativo nível técnico e científico, as opiniões expressas nos artigos e comentários apenas traduzem o pensamento e as posições individuais dos respectivos autores desses artigos e comentários, sendo portanto da exclusiva responsabilidade dos mesmos autores.
(ii) De acordo com o mesmo sentido, de se tentar assegurar o referido e adequado nível técnico e científico da Infohabitar e tendo em conta a ocorrência de uma quantidade muito significativa de comentários "automatizados" e/ou que nada têm a ver com a tipologia global dos conteúdos

Infohabitar, Ano XIV, n.º 653
CASOS HABITACIONAIS E URBANOS (estudo, análise e divulgação)
 Conjunto de 27 artigos

Infohabitar
Editor: António Baptista Coelho
abc.infohabitar@gmail.com
Editado nas instalações do Núcleo de Estudos Urbanos e Territoriais (NUT) do Departamento de Edifícios (DED) do LNEC; Infohabitar, Revista do GHabitar (GH) Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional – Associação com sede na Federação Nacional de Cooperativa de Habitação Económica (FENACHE).

Apoio à Edição: José Baptista Coelho - Lisboa, Encarnação - Olivais Norte.

segunda-feira, agosto 06, 2018

GESTÃO E TECNOLOGIA DE PROJETOS - Infohabitar 652

                 
                    INFOHABITAR N.º 652

DIVULGAÇÃO DE CHAMADA ESPECIAL PARA A REVISTA

GESTÃO E TECNOLOGIA DE PROJETOS

DESIGN MANAGEMENT AND TECHNOLOGY 





Chamada especial: Tecnologias Digitais, Documentação e Gestão do Patrimônio Arquitetônico e Urbanístico.

Editores convidados: Professor Titular Arivaldo Leão de Amorim (UFBA) e
Professora Doutora Natalie Johanna Groetelaars (UFBA).

A necessidade cada vez maior de ampliar e melhorar documentação e gestão do patrimônio arquitetônico e urbanístico para os mais variados usos requer o
desenvolvimento de métodos mais eficazes nas tarefas de aquisição, processamento, armazenamento, gerenciamento e disponibilização das informações.

Dada a importância desse tema, a Revista Gestão & tecnologia de Projetos irá publicar em 2019 uma edição especial sobre Tecnologias Digitais, Documentação e Gestão do Patrimônio Arquitetônico e Urbanístico.

Serão aceitas submissões de artigos originais teóricos ou práticos, resultantes de atividades de pesquisa, ensino e extensão que tratem de questões relacionadas à documentação ou gestão desses patrimônios, Simultaneamente ao uso de tecnologias digitais para a realização dessas aplicações. Dentre outras abordagens, os temas dos trabalhos poderão contemplar:

- Levantamento com uso de técnicas fotogramétricas digitais, varredura a laser, luz estruturada, dentre outros;

- Integração de sistemas de captura de imagens terrestres e aéreas;

- Métodos para processamento automatizado de fotografias;

- Modelagem geométrica, paramétrica e procedural aplicadas ao patrimônio arquitetônico e aos centros históricos;

- Processamento de nuvens de pontos;

- Sistemas de Informação do Patrimônio Cultural ou Heritage Information Systems (HIS);

- Sistemas digitais para gestão de dados e análise de bens culturais;

- Bancos de dados aplicados à documentação arquitetônica ao patrimônio cultural;

- Modelagem da Informação da Construção em edifícios históricos ou Historic Building Information System (HBIM);

- Reconstruções digitais de edificações de interesse histórico-cultural;

- Tecnologias imersivas, Realidade Aumentada e Realidade Virtual;

- Fabricação digital aplicada ao patrimônio cultural.



Cronograma:

· Lançamento da Chamada: agosto de 2018;
· Prazo para submissão de trabalhos: até 15 de dezembro de 2018;
· Prazo máximo para avaliação preliminar pelos editores e distribuição para revisores: 30 de janeiro de 2019;
· Prazo para retorno aos autores com o resultado da primeira rodada de avaliação: 20 março de 2019;
· Prazo máximo para os autores submeterem versão revisada, caso seja demandado pelos revisores: 20 abril de 2019;
· Prazo para retorno aos autores com o resultado da segunda rodada de avaliação: 30 maio de 2019;
· Prazo par eventuais ajustes finais dos autores: 20 de junho de 2019;
· Prazo final para o aceite dos artigos encartados no número: 30 de junho de 2019;
· Prazo para editora realizar a revisão da redação e formatação dos artigos: 30 de julho de2019;
· Publicação: agosto de 2019.

Obs.: Trabalhos aprovados em definitivo antes do cronograma máximo previsto, aprovados na primeira rodada de revisão, serão disponibilizados pela revista antecipadamente na versão Ahead of print.