domingo, novembro 29, 2015

Esquissos rápidos com aguadas – I, Infohabitar 560

Infohabitar, Ano XI, n.º 560

Esquissos rápidos a tinta e com aguadas – I
António Baptista Coelho

Apresentam-se, em seguida, alguns apontamentos/desenhos livres, ou esquissos realizados com tinta e aguadas, habitualmente cinzentas; esquissos rápidos (máximo de cerca de 5 minutos por desenho) e diretamente a partir dos respetivos “modelos” (sem recursos a fotografia), por vezes tratados a aguada posteriormente.

Desenho 1: tinta e aguadas posteriores num esquisso recorrente (na minha prática de desenho) que procura capturar o essencial da relação equilibrada e "modernista", entre verde urbano e edifícios, em Olivais Norte, Lisboa.

Desenho 2:  tinta e aguadas num esquisso muito rápido que procura fixar essencialmente a ideia de relação/diálogo próximo entre verde urbano e edifícios; os traços de tinta são feitos com um máximo de continuidade sobre o papel. 

Desenho 3: breve apontamento a tinta de uma estação de metropolitano, onde se procurou fixar, essencialmente, as principais formas e os volumes gerais, mas também os principais e mais contrastantes valores de luz/sombra.


Desenho 4: novamente a relação/diálogo próximo entre verde urbano e edifícios, agora apenas a traço, num apontamento "super-rápido", onde se tenta evidenciar o contraste entre linhas rectilíneas do edificado e orgânicas/curvilíneas das árvores.


Desenho 5: tinta e aguadas num esquisso muito rápido da parte de baixo de uma árvore com rebentos; o esquisso vale mais talvez pelo enquadramento e síntese do essencial de forma e sombra.



Desenho 6: tinta e aguadas rápidas, num apontamento de uma paragem de autocarros e praceta na Encarnação; procurou-se captar o ambiente e alguma da profundidade, fazendo o branco do papel "trabalhar".


Desenho 7: procurou-se captar o enquadramento, sempre fugaz, de um gato sobre uma árvore; o essencial foi "capturado" no local (com relevo para a posição do animal e para o essencial da árvore); o enqudramento foi cuidado de modo a não dar excessiva importância à própria árvore.



Desenho 8: tinta e aguadas rápidas, num apontamento muito rápido de um conjunto de elementos de mobiliário urbano, tentando-se captar as formas essenciais e um certo sentido de criação de um "recanto" urbano bem habitável. Procurou-se apontar com simplicidade o essencial de duas tonalidades de sombra.


Desenho 9: tinta e aguadas posteriores novamente num esquisso recorrente (na minha prática de desenho) que procura capturar o essencial da relação equilibrada e "modernista", entre verde urbano e edifícios, em Olivais Norte, Lisboa.


Notas editoriais:
(i) Embora a edição dos artigos editados na Infohabitar seja ponderada, caso a caso, pelo corpo editorial, no sentido de se tentar assegurar uma linha de edição marcada por um significativo nível técnico e científico, as opiniões expressas nos artigos e comentários apenas traduzem o pensamento e as posições individuais dos respectivos autores desses artigos e comentários, sendo portanto da exclusiva responsabilidade dos mesmos autores.
(ii) De acordo com o mesmo sentido, de se tentar assegurar o referido e adequado nível técnico e científico da Infohabitar e tendo em conta a ocorrência de uma quantidade muito significativa de comentários "automatizados" e/ou que nada têm a ver com a tipologia global dos conteúdos temáticos tratados na Infohabitar e pelo GHabitar, a respetiva edição da revista condiciona a edição dos comentários à respetiva moderação, pelos editores; uma moderação que se circunscreve, apenas e exclusivamente, à verificação de que o comentário é pertinente no sentido do teor editorial da revista; naturalmente , podendo ser de teor positivo ou negativo em termos de eventuais críticas, e sendo editado tal e qual foi recebido na edição.
(iii) Para proporcionar a edição de imagens na Infohabitar, elas são obrigatoriamente depositadas num programa de imagens, sendo usado o Photobucket; onde devido ao grande número de imagens se torna muito difícil registar as respectivas autorias. Desta forma refere-se que, caso haja interesse no uso dessas imagens se consultem os artigos da Infohabitar onde, sistematicamente, as autorias das imagens são devidamente registadas e salientadas. Sublinha-se, portanto, que os vários albuns do Photobucket que são geridos pelo editor da Infohabitar constituem bancos de dados da Infohabitar, sendo essas imagens de diversas autorias, apontadas nos artigos da Infohabitar, pelo que deve haver todo o cuidado no seu uso; havendo dúvidas um contacto com o editor será sempre esclarecedor.

Infohabitar, Ano XI, n.º 560
Esquissos rápidos com tinta e aguadas – I
Editor: António Baptista Coelho abc@ubi.pt, abc@lnec.pt e abc.infohabitar@gmail.com
GHabitar (GH) Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional e Mestrado Integrado em Arquitectura da Universidade da Beira Interior - MIAUBI


Edição: José Baptista Coelho - Lisboa, Encarnação - Olivais Norte.

domingo, novembro 22, 2015

Esquissos rápidos – a lápis, Infohabitar 559

 
Infohabitar, Ano XI, n.º 559

Esquissos rápidos – a lápis
António Baptista Coelho

Apresentam-se, em seguida, alguns apontamentos/desenhos livres, ou esquissos realizados, essencialmente a lápis, e com alguma rapidez (máximo de cerca de 5 minutos por desenho) e diretamente a partir dos respetivos “modelos” (sem recursos a fotografia).


Desenho 1: um apontamento muito breve apenas a lápis.


Desenho 2: apontamento apenas a lápis, procurando-se fixar "valores"  de claro/escuro bem marcados.


Desenho 3: breve apontamento a lápis do Castelo de Leiria.

Desenho 4: árvores a lápis (6 B a 8 B), com valores de brando/negro evidenciados; uma procura da sistematização e simplificação das copas das árvores, focando-se a atenção nos troncos e nas sombras no solo, bem escuros.  



Desenho 5: lápis e tinta (contornos)


~

Desenho 6: paisagem urbana, o lápis apenas fica marcado nas sombras gerais.



Desenho 7: lápis e tinta; o lápis bem negro (8 B) nas sombras e copas mais próximas.



Desenho 8: lápis a procurar dar corpo a um ambiente.




Desenho 9: lápis e tons de sépia (castanhos e amarelos), mistura equilibrada. 



Notas editoriais:
(i) Embora a edição dos artigos editados na Infohabitar seja ponderada, caso a caso, pelo corpo editorial, no sentido de se tentar assegurar uma linha de edição marcada por um significativo nível técnico e científico, as opiniões expressas nos artigos e comentários apenas traduzem o pensamento e as posições individuais dos respectivos autores desses artigos e comentários, sendo portanto da exclusiva responsabilidade dos mesmos autores.
(ii) De acordo com o mesmo sentido, de se tentar assegurar o referido e adequado nível técnico e científico da Infohabitar e tendo em conta a ocorrência de uma quantidade muito significativa de comentários "automatizados" e/ou que nada têm a ver com a tipologia global dos conteúdos temáticos tratados na Infohabitar e pelo GHabitar, a respetiva edição da revista condiciona a edição dos comentários à respetiva moderação, pelos editores; uma moderação que se circunscreve, apenas e exclusivamente, à verificação de que o comentário é pertinente no sentido do teor editorial da revista; naturalmente , podendo ser de teor positivo ou negativo em termos de eventuais críticas, e sendo editado tal e qual foi recebido na edição.
(iii) Para proporcionar a edição de imagens na Infohabitar, elas são obrigatoriamente depositadas num programa de imagens, sendo usado o Photobucket; onde devido ao grande número de imagens se torna muito difícil registar as respectivas autorias. Desta forma refere-se que, caso haja interesse no uso dessas imagens se consultem os artigos da Infohabitar onde, sistematicamente, as autorias das imagens são devidamente registadas e salientadas. Sublinha-se, portanto, que os vários albuns do Photobucket que são geridos pelo editor da Infohabitar constituem bancos de dados da Infohabitar, sendo essas imagens de diversas autorias, apontadas nos artigos da Infohabitar, pelo que deve haver todo o cuidado no seu uso; havendo dúvidas um contacto com o editor será sempre esclarecedor.

Infohabitar, Ano XI, n.º 559
Esquissos rápidos – a lápis
Editor: António Baptista Coelho abc@ubi.pt, abc@lnec.pt e abc.infohabitar@gmail.com
GHabitar (GH) Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional e Mestrado Integrado em Arquitectura da Universidade da Beira Interior - MIAUBI


Edição: José Baptista Coelho - Lisboa, Encarnação - Olivais Norte.

domingo, novembro 15, 2015

Esquissos rápidos – pássaros, quase só a preto e branco, Infohabitar 558

 
Infohabitar, Ano XI, n.º 558

Esquissos rápidos – pássaros, quase só a preto e branco

António Baptista Coelho

Apresentam-se, em seguida, alguns apontamentos/desenhos livres, ou esquissos realizados sobre pássaros, uma das melhores temáticas para quem gosta de passear e desenhar, e com alguma rapidez (máximo de cerca de 5 minutos por desenho) e diretamente a partir dos respetivos “modelos” (sem recursos a fotografia).


Um pardal sobre uma guarda de escada


Desenho 1: um apontamento muito rápido e de memória de um pardal pousado numa guarda de escada; colorido posteriormente.


À beira-mar




Desenho 2: talvez galinholas à beira-mar na Costa da Caparica.


Melro escondido


Desenho 3: por de trás de uma árvore esconde-se um melro; um apontamento rápido que procurou "fixar" as diferenças de textura e de "movimento".


Pardal na ponta de ramo


Desenho 4: aqui também se tentou fixar um sentido de relativa fragilidade e de muito movimento contrastando com a vetustez  e a força quieta da árvore.


Melro e árvore, no mesmo traço


Desenho 5: a magia da linha contínua, que fixa o que se move e o que está quieto: ambos elementos da fantástica natureza.


Uma árvore de papagaios 



Desenho 6: difíceis de fixar, os papagaios ou maritacas que emigraram do Brasil para as árvores de Lisboa. 


Gaivotas em terra


Desenho 7: apenas um pouco de cor para animar as gaivotas, na beira do mar.


Talvez um melro 


Desenho 8: um tema recorrente, melros e árvores.


O bosque dos pássaros


Desenho 9: o "milagre" da biodiversidade que marca as zonas urbanas com mais zonas e elementos verdes, como é o caso de Olivais Norte em Lisboa; uma realidade que é urgente estudar e divulgar, sendo extremamente positiva.


Melros e árvores


Desenho 10: melros e árvores, sempre!


Notas editoriais:
(i) Embora a edição dos artigos editados na Infohabitar seja ponderada, caso a caso, pelo corpo editorial, no sentido de se tentar assegurar uma linha de edição marcada por um significativo nível técnico e científico, as opiniões expressas nos artigos e comentários apenas traduzem o pensamento e as posições individuais dos respectivos autores desses artigos e comentários, sendo portanto da exclusiva responsabilidade dos mesmos autores.
(ii) De acordo com o mesmo sentido, de se tentar assegurar o referido e adequado nível técnico e científico da Infohabitar e tendo em conta a ocorrência de uma quantidade muito significativa de comentários "automatizados" e/ou que nada têm a ver com a tipologia global dos conteúdos temáticos tratados na Infohabitar e pelo GHabitar, a respetiva edição da revista condiciona a edição dos comentários à respetiva moderação, pelos editores; uma moderação que se circunscreve, apenas e exclusivamente, à verificação de que o comentário é pertinente no sentido do teor editorial da revista; naturalmente , podendo ser de teor positivo ou negativo em termos de eventuais críticas, e sendo editado tal e qual foi recebido na edição.
(iii) Para proporcionar a edição de imagens na Infohabitar, elas são obrigatoriamente depositadas num programa de imagens, sendo usado o Photobucket; onde devido ao grande número de imagens se torna muito difícil registar as respectivas autorias. Desta forma refere-se que, caso haja interesse no uso dessas imagens se consultem os artigos da Infohabitar onde, sistematicamente, as autorias das imagens são devidamente registadas e salientadas. Sublinha-se, portanto, que os vários albuns do Photobucket que são geridos pelo editor da Infohabitar constituem bancos de dados da Infohabitar, sendo essas imagens de diversas autorias, apontadas nos artigos da Infohabitar, pelo que deve haver todo o cuidado no seu uso; havendo dúvidas um contacto com o editor será sempre esclarecedor.

Infohabitar, Ano XI, n.º 558
Esquissos rápidos – pássaros, quase só a preto e branco
Editor: António Baptista Coelho abc@ubi.pt, abc@lnec.pt e abc.infohabitar@gmail.com
GHabitar (GH) Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional e Mestrado Integrado em Arquitectura da Universidade da Beira Interior - MIAUBI

Edição: José Baptista Coelho - Lisboa, Encarnação - Olivais Norte.


domingo, novembro 08, 2015

Esquissos rápidos – o caderno e os esquissos, Infohabitar 557

 

Infohabitar, Ano XI, n.º 557

Esquissos rápidos – o caderno e os esquissos

António Baptista Coelho

Apresentam-se, em seguida, alguns apontamentos/desenhos livres, ou esquissos realizados, sob várias temáticas, com alguma rapidez (máximo de cerca de 5 minutos por desenho) e diretamente a partir dos respetivos temas (sem recursos a fotografia); por vezes, no caso dos desenhos a cor, esta foi dada, posteriormente, “em casa”.
Apresentam-se, por vezes, as imagens dos respetivos cadernos para se poder ter a noção do tamanho destes esquissos.
Pontualmente fazem-se alguns comentários sobre o próprio esquisso ou sobre o seu tema.

Desenho 1: o caderno é sítio de muitos apontamentos e desenhos: uma verdadeira companhia que dá jeito para quase tudo.

Desenho 2: o caderno como ferramenta multifunções para esquissos e apontamentos, que assim nunca se perdem; e a prática do desenhar a vegetação e as árvores ao longo do ano e com um mínimo de "meios", neste caso traços negros e manchas cinza.
 
Desenho 3: o caderno como base de apontamento de esquissos que valem por si e eventualmente como projetos para desenhos maiores.

Desenho 4: novamente o caderno multifuncional e o tema dos pássaros, outrio tema recorrente,

Desenho 5: desenhar pássaros, naturalmente sempre quase apenas de memória, quando em movimento, é excelente como exercício de memória de formas e movimentos e como sintetização do que é essencial na forma/cor em movimento.

Desenho 6: um pequeno esquisso do Largo do Pelourinho na Covilhã. 

Desenho 7: o Largo do Pelourinho na Covilhã. 

Desenho 8: a prática do desenhar árvores: uma "escola"! 

Desenho 9: as torres S. Rafael e S. Gabriel e o C. Vasco da gama em Lisboa, um esquisso de cerca de 5 minutos, não mais, aguardando o comboio para a UBI na Covilhã.

Desenho 10: as torres S. Rafael e S. Gabriel e o C. Vasco da gama em Lisboa, um esquisso de cerca de 5 minutos, não mais, aguardando o comboio para a UBI na Covilhã; fixa-se o que se julga ser o essencial, em termos de perspetiva, volumes e sombras.




Desenho 11: um caderno que passa a ter vida própria!

Desenho 12:
A relação entre edifícios e verde urbano e a importância protagonista deste verde, a relação entre circulação de peões e de veículos motorizados, a disponibilidade de espaço e a própria arquitetura solar passiva dos edifícios e a muito assinalável qualidade arquitetónica e urbanística, são todas qualidades bem evidentes no nosso bairro modernista por excelência. Olivais Norte, em Lisboa (abraçado pelo Bairro da Encarnação).

Notas editoriais:
(i) Embora a edição dos artigos editados na Infohabitar seja ponderada, caso a caso, pelo corpo editorial, no sentido de se tentar assegurar uma linha de edição marcada por um significativo nível técnico e científico, as opiniões expressas nos artigos e comentários apenas traduzem o pensamento e as posições individuais dos respectivos autores desses artigos e comentários, sendo portanto da exclusiva responsabilidade dos mesmos autores.
(ii) De acordo com o mesmo sentido, de se tentar assegurar o referido e adequado nível técnico e científico da Infohabitar e tendo em conta a ocorrência de uma quantidade muito significativa de comentários "automatizados" e/ou que nada têm a ver com a tipologia global dos conteúdos temáticos tratados na Infohabitar e pelo GHabitar, a respetiva edição da revista condiciona a edição dos comentários à respetiva moderação, pelos editores; uma moderação que se circunscreve, apenas e exclusivamente, à verificação de que o comentário é pertinente no sentido do teor editorial da revista; naturalmente , podendo ser de teor positivo ou negativo em termos de eventuais críticas, e sendo editado tal e qual foi recebido na edição.
(iii) Para proporcionar a edição de imagens na Infohabitar, elas são obrigatoriamente depositadas num programa de imagens, sendo usado o Photobucket; onde devido ao grande número de imagens se torna muito difícil registar as respectivas autorias. Desta forma refere-se que, caso haja interesse no uso dessas imagens se consultem os artigos da Infohabitar onde, sistematicamente, as autorias das imagens são devidamente registadas e salientadas. Sublinha-se, portanto, que os vários albuns do Photobucket que são geridos pelo editor da Infohabitar constituem bancos de dados da Infohabitar, sendo essas imagens de diversas autorias, apontadas nos artigos da Infohabitar, pelo que deve haver todo o cuidado no seu uso; havendo dúvidas um contacto com o editor será sempre esclarecedor.

Infohabitar, Ano XI, n.º 557
Esquissos rápidos – o caderno e os esquissos
Editor: António Baptista Coelho abc@ubi.pt, abc@lnec.pt e abc.infohabitar@gmail.com
GHabitar (GH) Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional, Mestrado Integrado em Arquitectura da Universidade da Beira Interior - MIAUBI

Edição: José Baptista Coelho - Lisboa, Encarnação - Olivais Norte.