terça-feira, março 05, 2019

Novos desenhos em março de 2019, 1.ª parte - Infohabitar 677

Infohabitar, Ano XV, n.º 677
Novos desenhos em março de 2019, 1.ª parte  - Infohabitar 677
por António Baptista Coelho (texto e imagens)

Caros leitores da Infohabitar,

Prolongando-se e reafirmando-se o que pode ser já considerado como uma tradição informal da nossa revista, que é a edição de esboços e desenhos, boa parte deles aguarelados, edita-se esta semana um conjunto de desenhos à mão, ou esboços, ou apontamentos, ou esquissos livres, realizados nos respectivos sítios e coloridos posteriormente.
Em cada caso específico (cada esboço) pode, ou não, haver lugar a comentários na respectiva legenda, sendo, provavelmente, a regra a ausência dos mesmos; mas havendo-os eles poderão referir-se aos modos de fazer do respectivo desenho e/ou aos temas de arquitectura urbana neles ilustrados.
É, talvez, oportuno apontar, aqui, a dádiva de prazer/alegria que estes esquissos pintados nos proporcionam e o interesse que existe no natural acompanhamento dos modos de fazer neles empregues, seja em termos de escolha e enquadramento do tema, seja no que se refere às formas de expressão “gráfica” neles usados; e por aqui fico para não transformar este artigo que se quer “desenhado” em mais um essencialmente escrito.
Fiquem, então, caros leitores, com mais alguns “rabiscos” deste vosso editor e tenham coragem para começar ou continuar a brincar e rabiscar, à vontade e por puro prazer (num quadro de urbansketching e de treesketching, ... ).
E se quiserem, então depois, ler um pouco mais sobre os referidos modos de fazer e rabiscar, podem a ceder a uma pequena Sebenta que já editei sobre o tema e que está disponível em :
Logo que seja possível haverá uma 2.ª edição, reformulada e aumentada, e não se deixem intimidar pelo título, bem longo, e onde o que interessa é a indicação de se irem apontar “100 Notas práticas para quem quer aprender a desenhar melhor à mão livre”.

Saudações calorosas e bons “rabiscos”, bem “à vontade”, e de preferência enquanto passeiam,

António Baptista Coelho



Fig. 01 – (sobre o desenho) procura do enquadramento que permita agilizar  o esboço de um dos lados sem prejudicar o quadro da vista; (sobre a Arquitectura urbana) um conjunto modernista praticamente exemplar, também na manutenção e valorização de preexistências (Olivais Norte, bem junto ao Metro da Encarnação).





Fig.02 - (sobre o desenho) a continuidade da procura do melhor “contraste” entre formas naturais e construídas, para além da sempre presente e bem difícil procura da redução do esquisso ao essencial.





Fig.03 - (sobre o desenho) uma aguarela esquissada que parece ter “saído” com alguma naturalidade e ausência de pormenores excessivos.





Fig. 04 - (sobre o desenho) um desenho alongado, uma “tipologia” de desenho livre onde parece haver sempre espaço para o que faltae onde, neste caso, o esquisso das árvores parece ter “saído” mais natural do que o dos edifícios; (sobre a Arquitectura urbana) um conjunto modernista praticamente exemplar e a visitar Olivais Norte.





Fig. 05 - (sobre o desenho) um desenho livre onde se procurou reforçar profundidades e expressão formal intensa das formas naturais.





Fig. 06 - (sobre o desenho) qual a razão que nos leva a desenhar a sépia? Será o seu tom mais quente? ...



Notas editoriais:
(i) Embora a edição dos artigos editados na Infohabitar seja ponderada, caso a caso, pelo corpo editorial, no sentido de se tentar assegurar uma linha de edição marcada por um significativo nível técnico e científico, as opiniões expressas nos artigos e comentários apenas traduzem o pensamento e as posições individuais dos respectivos autores desses artigos e comentários, sendo portanto da exclusiva responsabilidade dos mesmos autores.
(ii) De acordo com o mesmo sentido, de se tentar assegurar o referido e adequado nível técnico e científico da Infohabitar e tendo em conta a ocorrência de uma quantidade muito significativa de comentários "automatizados" e/ou que nada têm a ver com a tipologia global dos conteúdos temáticos tratados na Infohabitar e pelo GHabitar, a respetiva edição da revista condiciona a edição dos comentários à respetiva moderação, pelos editores; uma moderação que se circunscreve, apenas e exclusivamente, à verificação de que o comentário é pertinente no sentido do teor editorial da revista; naturalmente , podendo ser de teor positivo ou negativo em termos de eventuais críticas, e sendo editado tal e qual foi recebido na edição.

Infohabitar, Ano XV, n.º 677
Novos desenhos em março de 2019, 1.ª parte - Infohabitar 677

Infohabitar
Editor: António Baptista Coelho
Arquitecto/ESBAL, doutor em Arquitectura/FAUP – Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, Investigador Principal com Habilitação em Arquitectura e Urbanismo/LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil



Revista do GHabitar (GH) Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional Infohabitar – Associação com sede na Federação Nacional de Cooperativa de Habitação Económica (FENACHE).

Apoio à Edição: José Baptista Coelho - Lisboa, Encarnação - Olivais Norte.

Sem comentários :