domingo, maio 31, 2015

Desenhos de edifícios e natureza - Infohabitar 535

http://labhab.fau.usp.br/3cihel/ 



Notícia: o 3.º CIHEL recebeu 118 propostas de artigos.

Infohabitar, Ano XI, n.º 535

Desenhos de edifícios e natureza

António Baptista Coelho

Apresentam-se, em seguida, desenhos rápidos realizados, no local, na Covilhã, e outros "sem modelo", feitos com base em conjuntos de edifícios; em cada um deles fazem-se alguns comentários práticos.

Relação entre edifícios e meio natural

Desenho 1: um apontamento feito no local e acabado, a cor, em casa, tentando-se dar a noção do Convento de Santo António (Reitoria da UBI) em forte integração com a natureza envolvente; esta relação entre edifícios e meio natural foi algo que se perdeu, em boa parte, quando da urbanização desenfreada e desqualificada, tendo-se destruído muita paisagem natural e urbana, um processo que temos de começar a suavizar e anular, designadamente, através de uma estratégica melhoria de determinadas zonas e percursos considerados prioritários.

Recuperação da paisagem urbana


Desenho 2: um apontamento feito no local, a lápis, na zona do Jardim do Lago, Covilhã, e que ainda aguarda eventual acabamento; tal como foi atrás referido a questão da urgente recuperação da paisagem urbana é algo, tão importante como complexo, mas hoje em dia vital para a adequada (re)caracterização local, e que tem de conciliar esforços e sensibilidades de diversos protagonistas, técnicos e políticos; será difícil, mas é urgente.  

Formas edificadas e construídas


Desenho 3: a mistura plástica das formas edificadas e construídas foi e será sempre motivo de desenho; aqui inventado com bastante liberdade.




Desenho 4: novamente a mistura plástica das formas edificadas e construídas; aqui inventado tratado de forma um pouco menos livre.

A quase qualidade expressiva de aglomerados praticamente caóticos



Desenho 5: e ainda a mistura plástica das formas edificadas e construídas; aqui tratada de forma mais elaborada e demorada; procura-se experimentar o que pode ser a quase qualidade expressiva de aglomerados praticamente caóticos.

Importância da paisagem urbana


Desenho 6: novamente um pouco de paisagem urbana da Covilhã tratada de forma bastante rápida e livre; a ideia é sempre reforçar a importância da paisagem urbana, seja na sua fruição direta e "interior", seja no seu papel como elemento de identidade e apropriação.


Infohabitar, Ano XI, n.º 535
Desenhos de edifícios e natureza
Editor: António Baptista Coelho – abc@ubi.pt, abc@lnec.pt e abc.infohabitar@gmail.com
GHabitar (GH) Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional, Mestrado Integrado em Arquitectura da Universidade da Beira Interior - MIAUBI

Edição: José Baptista Coelho - Lisboa, Encarnação - Olivais Norte.



Sem comentários :