segunda-feira, junho 08, 2015

Desenhos rápidos em Olivais Norte - Infohabitar 536



http://labhab.fau.usp.br/3cihel/ 
O 3.º CIHEL recebeu 118 propostas de artigos.

Infohabitar, Ano XI, n.º 536

Desenhos rápidos em Olivais Norte

António Baptista Coelho

Apresentam-se, em seguida, desenhos rápidos realizados, no local, em Olivais Norte - Encarnação, Lisboa; o esboço rápido foi feito no local e o acabamento realizado posteriormente. Em cada um deles fazem-se alguns comentários práticos, por vezes, abordando o "desenho" e matérias de urbanismo.

 Contraste entre edificado e meio natural 


Desenho 1: é sempre interessante o contraste entre o edificado e o meio natural, que propicia tratamentos expressivos de um e de outro; em termos urbanísticos é excelente a solução de integração entre as duas malhas urbanas contíguas e bem distintas de Olivais Norte (pequenos edifícios multifamiliares modernistas) e Encarnação (pequenas moradias "tradicionais"), assegurada por um pequeno pinhal alongado, que constitui uma óptimo espaço de passeio.

O bem-estar na envolvente da habitação


Desenho 2: um gato esboçado no local e acabado, depois, em casa; é interessante considerar que quando nos sentimos bem em determinadas vizinhanças e soluções urbanas e naturais, esse sentido de bem-estar alarga-se a todos os seres vivos que aí vivem.

Biodiversidade no espaço urbano

Desenho 3: um par de melros esboçados no local e acabados, depois, em casa, com alguma tentativa de cor; a ligação adequada entre edifícios e zonas "verdes", com reforço destas últimas, é essencial para a dinamização da biodiversidade local (matéria de sustentabilidade ambiental).

Veículos positivamente "camuflados" pelo verde urbano e sob prioridade pedonal


Desenho 4: de vez em quando apetece voltar aos desenhos monocromáticos com base no azul, "a cor da sombra", traçado a caneta e livremente marcado com aguada, ainda no local, trata-se de um meio simples e que por vezes resulta em apontamentos expressivos; o modernismo urbano exemplar de Olivais Norte adequados exemplos de mistura entre zonas verdes e vias para veículos, que resultam numa excelente "camuflagem" dos mesmos - apenas se lamenta que não se comece a introduzir, sistematicamente, e de forma intensa, barreiras físicas à velocidade dos veículos motorizados em todas as zonas dominantemente residenciais (aqui em Olivais Norte elas foram já muito bem introduzidas junto a escolas, mas precisamos de mais).

A natureza na proximidade estratégica dos espaços residenciais

Desenho 5: é interessante experimentar a fusão cromática entre o azul, "básico", e o verde natural, sentimos, por vezes, que se trata, afinal de cores com grande afinidade; é essencial proporcionar a fruição de espaços "intensos" de natureza na proximidade estratégica dos espaços residenciais.

Azul, "a cor da sombra"

 

Desenho 6: e novamente um apontamento a azul e a amigabilidade do verde urbano, das árvores urbanas, na harmonização de um conteúdo rodoviário, que em Olivais Norte foi muito bem estruturado e geometrizado, procurando-se, sempre, que o peão tenha as melhores condições de movimentação e de uso intenso do exterior.

Infohabitar, Ano XI, n.º 535
Desenhos rápidos em Olivais Norte
Editor: António Baptista Coelho abc@ubi.pt, abc@lnec.pt e abc.infohabitar@gmail.com
GHabitar (GH) Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional, Mestrado Integrado em Arquitectura da Universidade da Beira Interior - MIAUBI

Edição: José Baptista Coelho - Lisboa, Encarnação - Olivais Norte.


Sem comentários :