sábado, setembro 20, 2014

Que arquitectura nos países em desenvolvimento? - Infohabitar 501

Infohabitar n.º 501
A revista da GHabitar - Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional

"Que arquitectura nos países em desenvolvimento?"


O artigo desta semana integra um conjunto de notas iniciais e de textos de apresentação do novo livro "Que arquitectura nos países em desenvolvimento?"

Salienta-se que, com a excepção das breves notas finais de agradecimento, todos os textos e fotografias - da apresentação do novo livro na Universidade Eduardo Mondlane - que, em seguida, se apresentam, são da autoria e/ou da responsabilidade do Prof. Doutor Carlos Serra, a quem se agradece.

Salienta-se, ainda, que a obra, editada pela Escolar Editora, no âmbito da sua Coleção "Cadernos de Ciências Sociais" - dirigida pelo Prof. Carlos Serra - está já disponível e foi pré-apresentada em Portugal quando da última edição da Feira do Livro de Lisboa.

ÍNDICE DO LIVRO:


  • Introdução: casas de múltiplas almas - Carlos Serra, pg.7
  • Cidades na cidade nos países em desenvolvimento - Júlio Carrilho, pg. 11
  • Arquitectura e habitação nos países em desenvolvimento - António Baptista Coelho , pg. 37
  • Arquitectura em países em desenvolvimento: aspectos culturais e socioeconômicos - Niara Palma, pg. 107







Em cerimónia realizada, no passado dia 10 de Setembro de 2014, na Faculdade de Arquitectura da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), cidade de Maputo, a coleção "Cadernos de Ciências Sociais", da Escolar Editora, foi esta tarde formalmente lançada em Moçambique através do livro "Que arquitectura nos países em desenvolvimento?", da autoria dos Arquitectos Júlio Carrilho de Moçambique, António Baptista Coelho de Portugal e Niara Palma do Brasil.
Intervieram o representante do Director da Faculdade, Arquitecto João Tique; o coordenador da coleção, Carlos Serra; o Arquitecto Júlio Carrilho, co-autor; e a Arquitecta Isabel Raposo, que comentou o livro.
Entre os presentes, estiveram o Reitor da UEM, Prof. Doutor Orlando Quilambo, a Vice-Reitora Académica, Prof. Doutora Ana Monjana e o Director do Centro de Estudos Africanos, Professor Catedrático Armindo Ngunga. Abaixo, algumas imagens do evento:



"Que arquitectura nos países em desenvolvimento?"


Apresentação editorial:

As cidades nos chamados “países em desenvolvimento” (expressão deploravelmente ambígua, saliente-se) são, afinal, cidades nas cidades, mundos múltiplos e complexos, almas em movimento cruzando-se sem se cruzar, relações sociais embutidas em diferentes concepções de espaço e de habitação, de estético e de lúdico.
Na cidade de Maputo, por exemplo, várias Maputos aproximam-se e afastam-se ao mesmo tempo, tocam-se e repulsam-se, enxertam-se e agridem-se: as cidades dos enclaves protegidos e fortificados, a cidade dos prédios-caixote, a cidade do adobe e da chapa de zinco, as cidades dos blocos, as cidades transversais do dia e da noite, as cidades policiadas, as cidades deixadas ao salve-se-quem-puder, as cidades calóricas da vida ao ar livre, as cidades informais espreitando pelos rostos das cidades formais.Mas também cidades anfibológicas, sem dúvida, cidades mestiças.




Imagens do lançamento

Apresentação da Colecção "Cadernos de Ciências Sociais"
A colecção "Cadernos de Ciências Sociais", editada pela Escolar Editora, pretende dar respostas a perguntas simples sobre temas complexos da vida social, com textos combinando simplicidade e rigor de autores de vários quadrantes do imenso mundo falante de português. Nela apresentarei alguns dos grandes cientistas e intelectuais de ramos diversos que escrevem nessa língua no planeta, inscritos num fórum da coleção que cresce dia após dia.

Pode ler mais sobre esta matéria e sobre outros assuntos bem atuais no excelente Blog do Prof. Carlos Serra:
DIÁRIO DE UM SOCIÓLOGO

Imagens do lançamento

Coordenador da colecção Cadernos de Ciências Sociais
Carlos Serra: Historiador e sociólogo moçambicano, doutorado em sociologia pela École des hautes études en sciences cociales de Paris, investigador do Centro de Estudos Africanos da Universidade Eduardo Mondlane, coordenador da colecção Cadernos de Ciências Sociais.

Notas biográficas dos co-autores do livro "Que arquitectura nos países em desenvolvimento?"


Júlio Carrilho : Arquitecto moçambicano, doutorado pela Universidade de Roma, Professor na Universidade Eduardo Mondlane, enfoque na abordagem e compreensão dos processos de transformação territorial de matriz orgânica nos espaços urbanos ditos informais.

António Baptista Coelho: Arquitecto português, doutorado pela Universidade do Porto,  Investigador do Laboratório  Nacional de Engenharia Civil, atualmente professor catedrático convidado da Universidade da Beira Interior (UBI), editor da "Infohabitar" e coordenador do Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono.

Niara Palma: Arquitecta brasileira, doutorada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, professora titular, atuando nas áreas da configuração espacial, análise morfológica, desenvolvimento urbano e regional, auto-organização, modelagem e simulação do crescimento urbano.


                         Imagens do lançamento: o Prof. Júlio Carrilho rubricando o novo livro


Notas finais de agradecimento pessoal do editor da Infohabitar:

Como co-autor do novo livro "Que arquitectura nos países em desenvolvimento?", ao qual desejo um excelente percurso editorial, quero deixar aqui registado um agradecimento e um abraço forte aos amigos Arq-º Anselmo Cani, Professor na Universidade Eduardo Mondlane, e Dr. Henrique Filimone, Director do Laboratório de Engenharia de Moçambique, por terem estado presentes, representando-me, na cerimónia de lançamento do novo livro.
Muito obrigado caros amigos, asssim estive aí também convosco, e vamos ver-nos, sem dúvida, em breve, no âmbito do próximo Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono (CIHEL), que decorrerá, muito provavelmente, em São Paulo em Setembro de 2015.

Quero também registar aqui uma saudação amiga e muito especial à co-autora e colega Prof.ª Niara Palma, que tive o gosto de conhecer no 2.º CIHEL, no LNEC em Lisboa (Março de 2013) e que sem dúvida irei rever no 3.º CIHEL, e, naturalmente, um abraço bem forte e caloroso ao também co-autor Prof. Júlio Carrilho, que tive o gosto de conhecer pessoalmente quando passei pelo Maputo há alguns meses. 

E, por fim, mas evidentemente, não por último, quero registar um grande abraço de estima e de agradecimento ao Prof. Carlos Serra, responsável pelo convite que me foi endereçado para participar neste livro e inventor desta excelente ideia de uma colecção que serve de ponte através da lusofonia, uma ponte que poderá ajudar a estruturar os consensos possíveis sobre matérias essenciais para um habitar melhor as nossas cidades e territórios e para um vital diálogo sobre as nossas culturas, que tanto têm em comum, um diálogo agora renovado numa base correta e estimulante, quando tantos dos nossos jovens avançam para uma educação/cultura mais avançada; e falo aqui de consensos sobre os temas principais e não de consensos sobre as respostas, pois aqui a própria colecção por si criada dá a melhor resposta, num leque bem fundamentado de opiniões que enriquecerão, sem dúvida, a nossa vital discussão e reflexão sobre os respetivos temas.

Por tudo isto muito obrigado e bem haja caro Prof. Carlos Serra, muita saúde e que os seus Cadernos de Ciências Sociais tenham longa e dinâmica vida.

António Baptista Coelho
Professor catedrático convidado na UBI, investigador (LNEC), doutor em Arquitectura (FAUP), editor da Infohabitar,

Notas editoriais:
·       (i) Embora a edição dos artigos editados na Infohabitar seja ponderada, caso a caso, pelo corpo editorial, no sentido de se tentar assegurar uma linha de edição marcada por um significativo nível técnico e científico, as opiniões expressas nos artigos e comentários apenas traduzem o pensamento e as posições individuais dos respectivos autores desses artigos e comentários, sendo portanto da exclusiva responsabilidade dos mesmos autores.
·       (ii) De acordo com o mesmo sentido, de se tentar assegurar o referido e adequado nível técnico e científico da Infohabitar e tendo em conta a ocorrência de uma quantidade muito significativa de comentários "automatizados" e/ou que nada têm a ver com a tipologia global dos conteúdos temáticos tratados na Infohabitar e pelo GHabitar, a respetiva edição da revista condiciona a edição dos comentários à respetiva moderação, pelos editores; uma moderação que se circunscreve, apenas e exclusivamente, à verificação de que o comentário é pertinente no sentido do teor editorial da revista; naturalmente , podendo ser de teor positivo ou negativo em termos de eventuais críticas, e sendo editado tal e qual foi recebido na edição.
·       (iii) Para proporcionar a edição de imagens na Infohabitar, elas são obrigatoriamente depositadas num programa de imagens, sendo usado o Photobucket; onde devido ao grande número de imagens se torna muito difícil registar as respectivas autorias. Desta forma refere-se que, caso haja interesse no uso dessas imagens se consultem os artigos da Infohabitar onde, sistematicamente, as autorias das imagens são devidamente registadas e salientadas. Sublinha-se, portanto, que os vários albuns do Photobucket que são geridos pelo editor da Infohabitar constituem bancos de dados da Infohabitar, sendo essas imagens de diversas autorias, apontadas nos artigos da Infohabitar, pelo que deve haver todo o cuidado no seu uso; havendo dúvidas um contacto com o editor será sempre esclarecedor.

INFOHABITAR Ano X, nº 501
   "Que arquitectura nos países em desenvolvimento?"
Editor: António Baptista Coelho – abc.infohabitar@gmail.com
GHabitar (GH) Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional, Departamento de Engenharia Civil e Arquitectura da Universidade da Beira Interior.
Edição: José Baptista Coelho - Lisboa, Encarnação - Olivais Norte.


Sem comentários :