quinta-feira, novembro 09, 2006

A investigação em arquitectura e urbanismo e em ecologia social no LNEC, parte I - Infohabitar 112

 - Infohabitar 112

António Baptista Coelho (*) e Marluci Menezes (**)


As edições do Núcleo de Arquitectura e Urbanismo (NAU) e do Núcleo de Ecologia Social (NESO) do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) – uma pequena apresentação

O infohabitar associa-se às comemorações dos 60 anos do
Laboratório Nacional de Engenharia Civil

(*) arquitecto, investigador do Núcleo de arquitectura e urbanismo do LNEC
(**) geógrafa/antropóloga, Investigadora do Núcleo de Ecologia Social do LNEC

O presente artigo constitui um relato de apresentação sumária, feito com base directa em textos desenvolvidos por diversos membros do NAU e do NESO, das áreas de estudo e de actuação destas duas unidades de investigação do LNEC, e, designadamente, dos livros e publicações relativos à investigação em arquitectura e urbanismo e em ecologia social, que estão, actualmente, disponíveis na livraria do LNEC.

Ainda antes de passar aos referidos relatos e às respectivas listagens importa salientar três aspectos, que têm a ver, directamente, com a ideia que esteve na base deste artigo.

  • a livraria do LNEC existe e recomenda-se;
  • a colaboração entre o NAU e o NESO existiu, existe e recomenda-se;
  • e a pertinência de se dar a máxima divulgação a esta actividade por se tratar de um exemplo que, não sendo único, constitui a expressão, hoje bem viva, de uma actividade de estudo e de ligação às práticas nestas matérias da arqutectura, do urbanismo , da ecologia social e, afinal, do habitar, com um bom sentido amplo, que continua a ser um caso pouco frequente tanto em Portugal como fora do nosso País.

O Núcleo de Arquitectura e Urbanismo

Site do NAU
Herdeiro de uma rica tradição de investigação em arquitectura, iniciada após 1960 com a coordenação de Nuno Portas, e continuada por Reis Cabrita entre 1976 e 2001, o Núcleo de Arquitectura e Urbanismo (NAU) do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), criado em 1969, foi, desde então, responsável pelo desenvolvimento e pela edição em Relatórios e Notas Técnicas do LNEC, de 347 estudos na área da arquitectura e do urbanismo, concluídos entre 1969 e 2006, parte deles realizados no âmbito de trabalhos por contrato com diversas entidades.
E é bem interessante destacar que ainda antes da criação oficial do Núcleo de Arquitectura, e designadamente de 1963 a 1968, a investigação na área da arquitectura habitacional, desenvolvida no LNEC, tinha já dado origem à publicação de 18 Relatórios, provavelmente, numa altura em que este tipo de estudos estavam longe dos objectivos de trabalho noutros sectores de actividade “gémeos”, como é o caso dos estudos universitários; aliás, uma situação que se manteve por muitos anos e que ainda hoje, em parte, se verifica.
Entre os estudos concluídos no NAU 63 foram editados para divulgação alargada e estão hoje disponíveis na Livraria do LNEC (anexando-se a respectiva listagem); salienta-se que as datas de edição vão desde 1969 a 2006: desde as bem conhecidas “Funções e exigências de áreas de habitação” aos Cadernos Edifícios 4, uma colectânea monográfica intitulada “Humanização e vitalização do espaço público”, com lançamento público a 5 de Julho deste ano, aliás integrando uma palestra de Nuno Portas sobre a temática.
O NAU do LNEC, ao longo dos quase 38 anos decorridos desde a sua criação, acolheu e orientou um número significativo de estágios realizados por licenciados em Arquitectura, portugueses e estrangeiros, e proporcionou acolhimento e orientação técnica e científica à preparação de múltiplas dissertações de mestrado e doutoramento. A esta actividade acresce naturalmente a formação dos seus próprios investigadores, especializados nos domínios da arquitectura e do urbanismo.
Os estágios integram-se normalmente no quadro mais geral dos trabalhos de I&D programados pelo LNEC, sem prejuízo do seu conteúdo se ajustar também, em cada caso, aos objectivos e interesses do estagiário e às finalidades próprias que justificam a realização de cada estágio. Os estagiários, mestrandos e doutorandos, são inseridos no ambiente geral de investigação e formação do LNEC, dele beneficiando quer do ponto de vista da aquisição e aperfeiçoamento dos conhecimentos disciplinares quer do ponto de vista da aquisição de métodos de trabalho sistemáticos e responsáveis.
O perfil dos estudos no NAU foi marcado pelas rápidas transformações verificadas nas tecnologias construtivas, na prática de projecto, na promoção de habitação apoiada, na requalificação de zonas antigas e nos estudos urbanos, mas também pela cooperação com técnicos de outras instituições, e, a título individual, pelo NAU passaram grandes nomes da arquitectura contemporânea em Portugal. Ao Núcleo de Arquitectura e Urbanismo cabe realizar estudos nos seguintes domínios:

- Organização espacial de edifícios e áreas edificadas e relações com os utentes;
- Habitação em geral e habitação apoiada pelo Estado;
- Urbanismo e gestão urbanística;
- Processo de projecto, incluindo tecnologias de informação e comunicação;
- Segurança contra incêndios, na vertente correspondente ao seu campo de acção;
- Conservação do património arquitectónico e urbano, na vertente correspondente ao seu campo de acção;
- Direito do urbanismo e da construção.
Os estudos sobre habitação evoluíram das análises do uso e funcionais até à análise da qualidade arquitectónica, em edifícios e espaços exteriores, para metodologias de análise geral da qualidade habitacional e para várias facetas da habitação do futuro – tipologias e tecnologias de comunicação e de sustentabilidade energética (trata-se de um recente estudo que foi desenvolvido no NAU para a Fundação de Ciência e Tecnologia).
Nesta área da habitação, que, desde sempre, constituiu um tema estruturador da actividade do NAU, destaca-se a recente conclusão do livro realizado para o INH e intitulado “Instituto Nacional de Habitação 1984-2004, 20 anos a promover a construção de habitação social”, que apresenta, individualmente, mais de 250 conjuntos residenciais e que faz uma retrospectiva genérica do que tem sido esta modalidade habitacional entre nós. Trabalho este que está disponível no próprio INH.
E há ainda que registar o grande envolvimento do NAU em diversas recentes e importantes ferramentas de dinamização da qualidade habitacional, destacando-se a elaboração da Ficha Técnica da Habitação e a bem recente preparação do método de avaliação do estado de conservação dos edifícios de habitação, cuja aplicação é fundamental no urgente e crítico processo de actualização das rendas habitacionais.
Desde há 20 anos o NAU participou no envolvimento do LNEC na área da conservação e reabilitação do património arquitectónico e urbano. Mais recentemente, o NAU integrou a temática geral da segurança contra incêndios em edifícios, abrindo-se a uma maior articulação com as engenharias da construção e das instalações. A área dos estudos urbanos desenvolveu-se continuamente até ao presente.
Nestas áreas merece relevo a recentíssima conclusão de um grande trabalho multidisciplinar, realizado também para o INH, desenvolvido pelo LNEC com forte intervenção do NAU e que sistematiza e aprofunda todo o amplo leque de processos de requalificação de edifícios de habitação.
Outras áreas constituem, hoje em dia, novos caminhos de estudo do NAU e nelas se destacam, quer as ligadas a um papel de coordenação da elaboração de recomendações técnicas para várias valências de equipamentos sociais, quer a consultadoria no desenvolvimento de outros tipos de equipamentos, quer a área da segurança contra incêndio, que tem, desde há bastantes anos, um aprofundado desenvolvimento no NAU.
Conclui-se esta pequeníssima apresentação, referindo-se que os membros do NAU realizaram múltiplas acções de formação e publicaram centenas de comunicações, artigos e livros em Portugal e no estrangeiro e desenvolveram úteis acções de cooperação com organismos estatais de vários Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, com destaque para as acções ligadas à regulamentação da construção, e ao apoio à habitação popular evolutiva e por auto-construção em Cabo Verde.
No que se refere à cooperação internacional há ainda que referir, com destaque, e entre varias acções, os estudos conjuntos, nas áreas da qualidade residencial, com o Laboratoire de Sociologie Urbaine Génerative do Centre Scientifique et Technique du Bâtiment (CSTB), de Paris e com Núcleo de Pesquisa em Tecnologia da Arquitetura (NUTAU) da Universidade de São Paulo.
E naturalmente que não poderia deixar de ser salientada a estreita colaboração, que, numa eficaz relação de multidisciplinaridade, desde sempre se tem assegurado entre o NAU e todos os outros Núcleos do departamento de Edifícios do LNEC, vários dos trabalhos acima apontados assim foram desenvolvidos e o desenvolvimento, em tempo útil, de três grandes “campanhas” de análise retrospectiva habitacional, abrangendo década e meia da promoção financiada pelo INH, e vários milhares de fogos, são a prova inequívoca do interesse que tem, para a melhoria da qualidade residencial, esta colaboração prática entre antropólogos, arquitectos, físicos, engenheiros, geógrafos e sociólogos.
Quase todos os actuais membros do NAU realizaram dissertações de doutoramento em diversas universidades portuguesas, com destaque para a Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto e, desde sempre, o NAU alimentou universidades e outras entidades públicas com professores e dirigentes, que aqui fizeram boa parte da sua preparação superior.
Temos assim uma tradição de 37 anos de trabalhos continuados de investigação teórico-práticos em arquitectura e urbanismo, a que neste texto se pretendeu fazer singela justiça. Quem conheça a realidade nacional e internacional nestes domínios entenderá que se trata de um património único, e um património que nos dá vontade acrescida de continuar a trabalhar como até aqui.

O site da Livraria do LNEC

O Núcleo de Ecologia Social do LNEC (NESO)

Site do NESO
http://www.lnec.pt/ecologiasocial

O embrião do Núcleo de Ecologia Social (NESO) nasceu no Laboratório Nacional de Engenharia Civil em 1985, desenvolvendo um projecto de investigação denominado "Estudo do impacte das condições de habitação na dinâmica familiar e no desenvolvimento infantil". Este estudo visava a avaliação das condições de habitação na dinâmica das famílias, no estabelecimento de redes sociais, incluindo as de vizinhança, na participação social local e no desenvolvimento emocional e cognitivo das crianças residentes em áreas degradadas da cidade de Lisboa.
Grande parte da actividade desenvolvida nos últimos anos tem consistido no aprofundamento teórico e metodológico do trabalho de pesquisa em meio urbano que se iniciou em 1985.
Concomitantemente, o NESO (ex-GES) alargou os horizontes da sua actividade científica, quer no âmbito da investigação programada do LNEC - participando em projectos com outros núcleos de investigação - quer através da investigação por contrato, respondendo a solicitações advindas da comunidade nacional e participando em projectos internacionais, procurando contribuir para a qualificação territorial e ambiental do país e do espaço europeu.
Do seu enquadramento legal (Portaria n.º 507/2002, de 30 de Abril.) resulta que ao “Núcleo de Ecologia Social cabe realizar estudos nos seguintes domínios:
a) Ecologia social do habitat urbano, nomeadamente em relação com a qualidade do habitat, os problemas sociais em áreas degradadas, os grupos sociais de risco e os projectos de intervenção no âmbito do desenvolvimento social local;
b) Ecologia social relacionada com o ambiente, nomeadamente em relação com a avaliação de impactes sociais de grandes empreendimentos de engenharia e a percepção de riscos tecnológicos e naturais.”
O projecto de investigação que merecerá prioridade do NESO no quadro de programação quadrienal do LNEC (2000-2004) reunirá estes dois domínios e designa-se: "Ecologia Social: Habitat, Ambiente, Processos e Quadros de Acção".

Domínios de Investigação:

Satisfação Residencial, Modelos de HABITAR e Qualidade de Vida

  • Participação e Cidadania
  • Uso, apropriação e representação do espaço habitado
  • Processos, Trajectórias e Estatutos Sócio-Espaciais de Desfavorecimento e Exclusão
  • Criminalidades e (In)segurança em Espaços de Uso Público
  • Sociabilidades, Estruturas de Organização Identitária e Representações Sociais
  • Sensibilidades Ecológicas, Novos Movimentos Sociais e Recomposição Territoriais
  • Percepção de Riscos Naturais e Tecnológicos
  • Avaliação de Impactes Sociais na Construção e Utilização de Infra-Estruturas
  • Desenvolvimento e Inovação de Instrumentos da Apoio a Processos de Decisão
  • Metodologia e Instrumentos de Investigação e Intervenção na Área das Ciências Sociais
  • Segurança Rodoviária
  • Segurança em Estaleiros de Construção.


  • Projectos de investigação programada em curso:
    • Território e ambiente – Quadros e Processos de acção.
    • Factores sócio-cognitivos da construção e gestão da identidade social nas relações inter-étnicas.
    • Envelhecimento e velhice em meio urbano.
    • Factores sociais, económicos e de planeamento urbanístico na gestão integrada da zona costeira.
    • Percepção e modelos de gestão de riscos naturais e tecnológicos.
    • Práticas de uso e apropriação e representações do espaço público urbano.

    Projectos de investigação por contrato:
    • Avaliação do PER/Cascais.
    • Estudos dass condições ambientais no estuário do Guadiana e zonas adjacentes.
    • Reabilitação de redes de distribuição de água.
    • Sistema de apoio à tomada de decisão sobre reabilitação de drenagem de águas residuais.
    • Neighbourhood and Governance.
    • Preparação de uma re-candidadtura nacional aos fundos EFTA – “Velhos Ghettos, novas centralidades.”
    • Colaboração na definição de dimensões de estudos para a revisão do PDM da CMLisboa.
    • Avaliação e acompanhamento do projecto “Todos por um” no concelho de Cascais.
    • Participação na definição de indicadores sobre “Immediate Residential Environment” (OMS).
    • Imigrantes do Leste Europeu: estratégias de mobilidade residencial, modelos de habitar e porocessos de inserção social.
    • (Dossier “Segurança em Estaleiros2)
    • (Dossier “Segurança Rodoviária”)


    Publicações de antigos e actuais membros do Núcleo de Arquitectura e Urbanismo – NAU – disponíveis na Livraria do LNEC:
    António Baptista Coelho
    2005. COELHO, A. Baptista (coord.) «Humanização e vitalização do espaço público» Lisboa, 2005. 270 p. Cadernos Edifícios nº4, 270 p.
    2003. COELHO, A. Baptista; CABRITA, Reis «Habitação evolutiva e adaptável» Lisboa, 322 p. ITA 9.
    2000. COELHO, A. Baptista «Qualidade arquitectónica residencial. Rumos e factores de análise» Lisboa, 500 p. ITA 8.
    1999. COELHO, A. Baptista; CABRITA, Reis «Espaços exteriores em novas áreas residenciais» Lisboa, 154 p. ITA 3.
    1998. COELHO, A. Baptista; PEDRO, João Branco; CABRITA, Reis «Três conjuntos residenciais meritórios de habitação de custos controlados - 1991» Lisboa, 102 p. CED 6.
    1998. COELHO, A. Baptista; PEDRO, João Branco «Do bairro e da vizinhança à habitação. Tipologias e caracterização dos níveis físicos residenciais» Lisboa, 546 p. ITA 2.
    1988. COELHO, A. Baptista; CABRITA, Reis «Estudos sobre espaços exteriores em novas áreas residenciais. Documento-Base 5. Exigências e critérios para projecto» Lisboa, 128 p. DIT 23.
    1985. COELHO, A. Baptista; CABRITA, Reis «Estudos sobre espaços exteriores em novas áreas residenciais. Documento-Base 1. Elementos e factores que estruturam uma nova área residencial» Lisboa, 110 p. DIT 16.
    1985. COELHO, A. Baptista; CABRITA, Reis «Estudos sobre espaços exteriores em novas áreas residenciais. Documento-Base 2. Os espaços exteriores de uma nova área residencial e o comportamento humano» Lisboa, 158 p. DIT 17.

    António Leça Coelho
    2001. COELHO, A. Leça (coord.) «Segurança contra incêndio em edifícios» Lisboa, 2002. 182 p. CAD 1.
    2001. COELHO, A. Leça «Segurança contra risco de incêndio em áreas urbanas antigas. Princípios gerais de intervenção» Lisboa, 14 p. COM 87.
    2001. COELHO, A. Leça «Modelação matemática da evacuação de edifícios sujeitos à acção de um incêndio» Lisboa, 20 p. COM 86.
    1995. COELHO, A. Leça «Segurança contra incêndio em edifícios de habitação. Grelha de análise para edifícios unifamiliares» Lisboa, 32 p. ITE 37.

    António Reis Cabrita
    1995 - CABRITA, Reis «O Homem e a casa. Definição individual e social da qualidade de habitação» Lisboa, 1995. 196 p. CED 2.
    1988. CABRITA, Reis; COSTA, José Portela da; ALHO, Carlos «Monografia portuguesa sobre inovação e reabilitação de edifícios. A situação portuguesa» Lisboa, 62 p. ITE 20.
    1988. CABRITA, Reis; AGUIAR, José «Monografia portuguesa sobre inovação e reabilitação de edifícios» Lisboa, 88 p. ITE 17.
    1987. CABRITA, Reis; ALHO, Carlos «Reabilitação de edifícios de habitação. Doc. 1 - Critérios para a definição de níveis de qualidade» Lisboa, 50 p. ITE 18.
    1974. CABRITA, Reis «Regras para elaboração de projectos» Lisboa, 264 p. ITE 6.
    Fernando Gonçalves
    1979. GONÇALVES, Fernando «Plano Director do Município. Seu lugar entre os planos de urbanização e os planos de ordenamento do território» Lisboa, 26 p. M 514.
    1981. GONÇALVES, Fernando «O município como suporte da regionalização em Portugal» Lisboa, 26 p. M 553.
    1981. GONÇALVES, Fernando «Propostas para a revisão da legislação urbanística portuguesa» Lisboa, 438 p. NS 24.
    1982. GONÇALVES, Fernando «Plano Director do Município. Recentes vicissitudes da sua não-regulamentação» Lisboa, 28 p. M 569.
    1984. GONÇALVES, Fernando «O lugar do município num sistema de planeamento descentralizado» Lisboa, 24 p. M 623.
    1989. GONÇALVES, Fernando «Evolução histórica do direito do urbanismo em Portugal (1851 - 1988)» Lisboa, 76 p. INCGURPLAM 1.

    Isabel Plácido
    1997. PLÁCIDO, Isabel «Comunicação e informação no projecto de arquitectura. Um modelo suportado pelas novas tecnologias» Lisboa, 140 p. ITA 1.
    1990. PLÁCIDO, Isabel «Utilização da computação gráfica em projecto de edifícios» Lisboa, 60 p. ITE 26.
    1987. PLÁCIDO, Isabel «A utilização da computação gráfica em projectos de edifícios. Exploração do "AutoCad"» Lisboa, 48 p. DIT 22.

    João Branco Pedro
    2003. PEDRO, João Branco «Definição e avaliação da qualidade arquitectónica habitacional» Lisboa, 398 p. TPI 26.
    1999. PEDRO, João Branco «Programa habitacional. Espaços e compartimentos» Lisboa, 270 p. ITA 4.
    1999. PEDRO, João Branco «Programa habitacional. Habitação» Lisboa, 270 p. ITA 5.
    1999. PEDRO, João Branco «Programa habitacional. Edifício» Lisboa, 226 p. ITA 6.
    1999. PEDRO, João Branco «Programa habitacional. Vizinhança próxima» Lisboa, 174 p. ITA 7.
    2005. PEDRO, João Branco «Definição e avaliação da qualidade arquitectónica habitacional. Apresentação do programa habitacional e do método de avaliação» Lisboa, 62 p. COM 111.

    José Aguiar
    1993. AGUIAR, José; CABRITA, Reis; APPLETON, João «Guião de apoio à reabilitação de edifícios habitacionais (2 vols)» Lisboa, 504 p. NS 78.
    2002. VEIGA, Maria do Rosário; AGUIAR, José (coord.) «Revestimentos de paredes em edifícios antigos» Lisboa, 208 p. CAD 2.
    2002. VEIGA, Maria do Rosário; AGUIAR, José; SILVA, A. Santos; CARVALHO, Fernanda «Methodologies for characterisation and repair of mortars for ancient buildings» Lisboa, 20 p. COM 91.
    2004. VEIGA, Maria do Rosário; AGUIAR, José; SILVA, A. Santos; CARVALHO, Fernanda «Conservação e renovação de revestimentos de paredes de edifícios antigos» Lisboa, 138 p. CED 9.

    José Pinto Duarte
    1995. DUARTE, J. Pinto «Tipo e módulo. Abordagem ao processo de produção de habitação» Lisboa, 176 p. CED 3.
    1995. DUARTE, J. Pinto; PAIVA, J. Vasconcelos «Normas técnicas para projecto de edifícios de habitação» Lisboa, 88 p. NS 73.

    Maria Amélia Corrêa Gago
    1990. GAGO, M. Amélia Corrêa; PEREIRA, L. Valente «Informação sócio-económica para planeamento municipal. A perspectiva de algumas municipalidades sobre a promoção do desenvolvimento local» Lisboa, 82 p. INCGURPLAM 1.

    Maria da Luz Valente Pereira
    1995. PEREIRA, L. Valente «Comunicação e discussão públicas no planeamento da reabilitação de áreas urbanas» Lisboa, 52 p. INCGURPLAM 13.
    1994. PEREIRA, L. Valente «Leitura da imagem de uma área urbana como preparação para o planeamento/acção da sua reabilitação» Lisboa, 120 p. INCGURPLAM 12.
    1991. PEREIRA, L. Valente «Metodologia de planeamento da reabilitação de áreas urbanas» Lisboa, 44 p. Memória 769
    1991. PEREIRA, L. Valente «Metodologia de planeamento da reabilitação de áreas urbanas» Lisboa, 80 p. INCGURPLAM 4.
    1990. PEREIRA, L. Valente «A utilização da cidade. Um estudo sobre a cidade de Lisboa» Lisboa, 328 p. INCGURPLAM 2.
    1987. PEREIRA, L. Valente «Método de apoio técnico à acção de desenvolvimento sócio-urbanístico de uma área urbana de intervenção. Metodologia. Planeamento e programação das intervenções a curto prazo. (2 vols)» Lisboa, 80 p. ITE 13.
    1987. PEREIRA, L. Valente «Método de apoio técnico à acção de desenvolvimento sócio-urbanístico de uma área urbana de intervenção. Metodologia. Planeamento e programação das intervenções a curto prazo. (2 vols)» Lisboa, 80 p. ITE 13.
    1987. PEREIRA, L. Valente «Reabilitar o urbano ou como restituir a cidade à estima pública» Lisboa, 30 p. ITE 16.
    1987. PEREIRA, L. Valente «Arquitectura urbana. Métodos e critérios de projecto» Lisboa, 32 p. NS 47.
    1986. PEREIRA, L. Valente «Planeamento municipal e exercício da acção política local» Lisboa, 42 p, ITE 10.
    1984. PEREIRA, L. Valente; GAGO, M. Amélia Corrêa «Inquérito à habitação urbana. (2 vols)» Lisboa, 686 p. DIT 12.
    1984. PEREIRA, L. Valente «Planeamento municipal» Lisboa, 78 p. DIT 11.
    1983. PEREIRA, L. Valente; GAGO, M. Amélia Corrêa «O uso do espaço na habitação» Lisboa, 92 p. NS 37.
    1983. PEREIRA, L. Valente «Os equipamentos colectivos e a transformação urbano-rural» Lisboa, 22 p. Memória 586
    1983. PEREIRA, L. Valente «Metodologia dos inquéritos à habitação urbana» Lisboa, 78 p. Memória 602.
    1974. PEREIRA, L. Valente «Modelo do sistema urbano à escala de zona urbana» Lisboa, 1974. 50 p. Memória 570.

    Nuno Portas
    PORTAS, Nuno «Funções e exigências de áreas da habitação» Lisboa, 1969. 90 p. - ITE 4.
    Vítor Campos
    1992. CAMPOS, Vitor «Estratégias de intervenção urbanística num contexto de recursos muito escassos» Lisboa, 24 p. M 777
    1992. CAMPOS, Vitor «A concepção e redacção dos regulamentos de urbanismo» Lisboa, 34 p. INCGURPLAM 6.
    1992. CAMPOS, Vitor «Orientações metodológicas para início da elaboração de um plano de pormenor» Lisboa, 24 p. INCGURPLAM 7.
    1992. CAMPOS, Vitor «Regulamentação da prática urbanística e licenciamento municipal» Lisboa, 38 p. INCGURPLAM 10.
    1992. CAMPOS, Vitor «Bibliografia de referência para a elaboração de regulamentos municipais no domínio da urbanização» Lisboa, 40 p. INCGURPLAM 11.

    Co-autoria de membros do NAU
    1986. COELHO, Helder; CABRITA, Reis; SOBRAL, Rúben «Missão sobre edifícios inteligentes eMemóriaFrança» Lisboa, 58 p. ITI 71.

    Publicações de antigos e actuais membros do Núcleo de Ecologia Social – NESO – disponíveis na Livraria do LNEC:


    Álvaro Pereira
    1999. PEREIRA, Álvaro Pires; SILVA, Delta Sousa e «Os sem-abrigo da cidade de Lisboa. Riscos de viver (n)a cidade» Lisboa, 1999. ISBN 972-49-1772-X, 84 p., ITECS 30.
    Delta Silva
    2005. SILVA, Delta Sousa e «Risco de cheia: vias para a sua mitigação» Lisboa, 2005. ISBN 972-49-2047-X, 28 p., COM 114.
    Hortense Lopes Maia
    1992. MAIA, Hortense Lopes; FREITAS, Maria João; FAÍSCA, Luís «Para um estudo das representações sociais da pobreza em meio urbano» Lisboa, 1992. ISBN 972-49-1578-6 , 176 p., ITECS 18.
    João Lutas Craveiro
    2002. CRAVEIRO, João Lutas «As dimensões motivacionais e estruturais de incêndios florestais» Lisboa, 2002. ISBN 972-49-1909-9, 126 p., ITECS 33.
    2002. CRAVEIRO, João Lutas «As dimensões motivacionais e estruturais de incêndios florestais» Lisboa, 2002. ISBN 972-49-1909-9, 126 p., ITECS 33.
    2000. CRAVEIRO, João Lutas; SILVA, Paula Antão da «Ambiente, ciência e utopia para um desenvolvimento sustentável?» Lisboa, 2000. ISBN 972-49-1843-2, 20 p., COM 66.
    2000. CRAVEIRO, João Lutas «A ecologia social e a sociologia do ambiente. Contributos para uma ciência com consciência» Lisboa, 2000. ISBN 972-49-1853-X, 16 p., COM 70.
    1996. CRAVEIRO, João Lutas «Estudos de impacte ambiental. Uma contribuição sociológica - A emergência do público nas audiências» Lisboa, 1996. ISBN 972-49-1695-2, 90 p., ITECS 27.
    1993. CRAVEIRO, João Lutas «Estudos de impacte ambiental. Uma contribuição sociológica» Lisboa, 1993. ISBN 972-49-1581-6, 62 p., ITECS 20.
    1993. CRAVEIRO, João Lutas «Estudos de impacte ambiental. Uma contribuição sociológica» Lisboa, 1993. ISBN 972-49-1581-6, 62 p., ITECS 20.
    1992. CRAVEIRO, João Lutas; FERREIRA, J. Caetano; ALMEIDA, J. Manuel «Estudo sobre a área do plano de salvaguarda de Ajuda/Belém. Transformações socio-urbanísticas e ambientais induzidas pelo Centro Cultural de Belém» Lisboa, 1992. ISBN 972-49-1562-X, 76 p., ITECS 16.

    Lília Militão
    2000. MILITÃO, Lília; MENEZES, Marluci «A mulher, o trabalho e o cuidado no bairro da Mouraria» Lisboa, 2000. ISBN 972-49-1828-9, 16 p., COM 58.

    Luís Soczka
    1990. SOCZKA, Luís; MACHADO, Paulo; FREITAS, Maria João «Bairros degradados da cidade de Lisboa» Lisboa, 1990. ISBN 972-49-1326-0, 40 p. M 751.
    1990. SOCZKA, Luís; MACHADO, Paulo «Os trajectos escolares das crianças de um bairro degradado de Lisboa. Contributos para uma leitura sócio-ecológica das respostas escolares da Musgueira Sul» Lisboa, 1990, ISBN 972-49-1373-2, 134 p., INCECS 2.
    1989. SOCZKA, Luís «Representações sociais, relações intergrupos e identidades profissionais dos psicólogos» Lisboa, 1989, 60 p. INCECS 1.
    1983. SOCZKA, Luís «Annoyability, noise annoyance and personality» Lisboa, 1983. ISBN 972-49-0704-X, 24 p. M 601.
    Margarida Rebelo
    2005. REBELO, Margarida; GUERRA, Rita; MONTEIRO, M. Benedicta «Generalizing positive intergroup relations in realistic settings. A comparison among recategorization, decategorization and dual identity models» Lisboa, 2005. ISBN 972-49-2057-7, 16 p., COM 118.
    1999. REBELO, Margarida; MONTEIRO, M. Benedicta; SANTOS, Ana Filipa «Crianças em risco. Programa de prevenção do insucesso escolar num contexto socio-ecológico desfavorecido» Lisboa, 1999. ISBN 972-49-1799-1, 134 p., ITECS 31.
    M. Benedicta Monteiro
    1999. MONTEIRO, M. Benedicta; SANTOS, Ana Filipa; REBELO, Margarida «Crianças em risco. Uma intervenção educativa utilizando as novas tecnologias de informação» Lisboa, 1999. ISBN 972-49-1800-9, 140 p., ITECS 32.
    1996. MONTEIRO, M. Benedicta; REBELO, Margarida; CASTRO, Paula; FAÍSCA, Luís «Crianças em risco. Abordagem longitudinal dos cenários de desenvolvimento e da resposta escolar de crianças de áreas degradadas da cidade de Lisboa [Ano IV]» Lisboa, 1996. ISBN 972-49-1715-0, 178 p., ITECS 29.
    1994. MONTEIRO, M. Benedicta; REBELO, Margarida; CASTRO, Paula; FAÍSCA, Luís «Crianças em risco. Abordagem longitudinal da resposta escolar de crianças de áreas degradadas da cidade de Lisboa [Ano III]»
    1992. MONTEIRO, M. Benedicta; REBELO, Margarida; CASTRO, Paula «Crianças em risco. Análise longitudinal dos cenários de desenvolvimento e da resposta escolar das crianças em processos de transição [Ano II]» Lisboa, 1992. ISBN 972-49-1564-6, 96 p., ITECS 19.
    Maria João Freitas
    1990. FREITAS, Maria João «Satisfação residencial e atitudes face ao realojamento. Estudo de uma amostra de indivíduos residentes no bairro do Relógio» Lisboa, 1990. ISBN 972-49-1381-3 , 148 p., ITECS 4.

    Maria Luísa Lima
    1990. LIMA, Maria Luísa «Contributos para o estudo da representação do risco» Lisboa, 1990. ISBN 972-49-1509-3, 112 p., ITECS 2.

    Marluci Menezes
    Lisboa, 1994. ISBN 972-49-1616-2, 220 p., ITECS 21.
    2006. MENEZES, Marluci; ALMEIDA, Ana «Direito à cidade. Reflexão em torno da incidência do termo mistura social nas políticas habitacionais e urbanas portuguesas» Lisboa, 2006. ISBN 972-49-2084-4, COM 125 (no prelo).
    2006. MENEZES, Marluci «Significados e sentidos da inscrição de determinados contextos sócio-espaciais urbanos no mapa social da cidade mais abrangente. O caso de alguns bairros da cidade de Lisboa» Lisboa, 2006. ISBN 972-49-2074-7, 22 p., COM 124.
    2005. MENEZES, Marluci «De uma metodologia de projecto interactivo à invenção de um projecto social de cidade. Tópicos de reflexão» Lisboa 2005. ISBN 972-49-2051-8, 18 p., COM 116.
    2004. MENEZES, Marluci; TAVARES, Martha Lins «Salvaguarda da imagem da cidade histórica e dinamização do património urbano. Discutindo algumas questões» Lisboa, 2004. ISBN 972-49-2014-3, 20 p., COM 106.
    2004. MENEZES, Marluci «Levantamento social para projectos de reabilitação urbana. Das formas e modos de olhar, registar, analisar e interpretar os contextos sócio-espaciais aos projectos de intervenção» Lisboa, 2004. ISBN 972-49-2015-1, 16 p., COM 107.
    2003. MENEZES, Marluci «Mouraria: entre o mito da Severa e o Martim Moniz. Estudo antropológico sobre o campo de significações imaginárias de um bairro típico de Lisboa» Lisboa, 2003. ISBN 972-49-1945-5, 458 p., TPI 23.
    2002. MENEZES, Marluci «Repensando a ideia de "recriação de valores urbanos tradicionais" a partir das dinâmicas de uso e apropriação do espaço público urbano» Lisboa, 2002. ISBN 972-49-1932-3, 24 p., COM 95.
    2002. MENEZES, Marluci «Espaço. Manutenção, mudança e representação na Madragoa» Lisboa, 2002. ISBN 972-49-1939-0, 157 p., ITECS 34.
    2000. MENEZES, Marluci «Tentando uma antropologia do habitat residencial urbano (fazendo antropologia numa instituição de engenharia civil)» Lisboa, 2000. ISBN 972-49-1827-0, 10 p., COM 57.
    2000. MENEZES, Marluci «Proximidades e distâncias. Redefinindo posições em meio urbano» Lisboa, 2000. ISBN 972-49-1829-7, 16 p., COM 59.
    2000. MENEZES, Marluci «Das lógicas do saber às lógicas do fazer. Tópicos para a reflexão sobre a necessidade da implementação de políticas de desenvolvimento sociocultural» Lisboa, 2000. ISBN 972-49-1837-8,12 p., COM 62.
    2000. MENEZES, Marluci «Da construção social do espaço à prevenção socio-urbanística. Tópicos para uma reflexão» Lisboa, 2000. ISBN 972-49-1847-5, 12 p., COM 68.
    2000. MENEZES, Marluci «A satisfação residencial. Tópicos de reflexão acerca do estudo de análise» Lisboa, 2000. ISBN 972-49-1832-7, 14 p., COM 56.
    1999. MENEZES, Marluci «Espaço, cultura e recuperação do património. Estudo de caso. Bairro da Madragoa» Lisboa, 1999. ISBN 972-49-1822-X ,12 p., COM 53.
    1999. MENEZES, Marluci «Da cultura da memória à cultura do projecto. Tópicos para reflexão» Lisboa, 1999. ISBN 972-49-1818-1, 10 p., COM 51.
    1999. MENEZES, Marluci «Centro histórico. Mito ou realidade efémera?» Lisboa, 1999. ISBN 972-49-1819-X, 12 p., COM 52.
    1994. MENEZES, Marluci «Ecologia social e reabilitação urbana» Lisboa, 1994. ISBN 972-49-1644-8, 54 p., ITECS 26.
    1993. MENEZES, Marluci «Espaço. Cultura e arquitectura. Dissertação sobre a perspectiva interdisciplinar entre ciências sociais e arquitectura» Lisboa, 1993. ISBN 972-49-1598-0, 158 p., ITECS 22.
    1992. MENEZES, Marluci; REBELO, Margarida; CRAVEIRO, João Lutas «Bairro Casal Ventoso. Elementos para uma caracterização socio-ecológica» Lisboa, 1992. ISBN 972-49-1588-3, 200 p., ITECS 17.

    Paula Castro
    1996. CASTRO, Paula; MONTEIRO, M. Benedicta «Crianças em risco. Microssistemas familiar e de pares e desenvolvimento cognitivo e social das crianças» Lisboa, 1996. ISBN 972-49-1708-8, 132 p., ITECS 28.
    1992. LIMA, M. Luísa; FAÍSCA, Luís «Contribuição das ciências sociais para o estudo dos impactes das cheias» Lisboa, 1992. ISBN 972-49-1554-9, 88 p., ITECS 13.
    1992. CASTRO, Paula; REBELO, Margarida; MONTEIRO, M. Benedicta «Crianças em risco. Análise longitudinal dos cenários de desenvolvimento e da resposta escolar das crianças em processos de transição [ano I]» Lisboa, 1992. ISBN 972-49-1482-8, 156 p., ITECS 12.
    1991. CASTRO, Paula; FREITAS, Maria João «Contributos para o estudo de grupos étnicos residentes na cidade de Lisboa» Lisboa, 1991. ISBN 972-49-1413-5, 186 p., ITECS 9.
    1991. CASTRO, Paula «Transição escolar, identidade e comparação social em dois grupos de crianças de um bairro degradado» Lisboa, 1991. ISBN 972-49-1398-8, 86 p., ITECS 8.
    1991. CASTRO, Paula «Identidade e relação intergrupos num contexto escolar» Lisboa, 1991. ISBN 972-49-1397-X, 66 p., ITECS 7.

    Paulo Machado
    1992. MACHADO, Paulo; CRAVEIRO, João Lutas; MENEZES, Marluci «Contributos para o estudo de um bairro degradado da cidade de Lisboa. Análise socio-ecológica da Quinta da Casquilha» Lisboa, 1992. ISBN 972-49-1474-7, 64 p., ITECS 10.
    1991. MACHADO, Paulo; FREITAS, Maria João; SOCZKA, Luís «Ecologia social da Musgueira 3. Análise sociológica e da evolução socio-demográfica e habitacional na Musgueira Sul [1981-1987]» Lisboa, 1991. ISBN 972-49-1394-5, 198 p., ITECS 6.
    1990. MACHADO, Paulo «Vieillissement et vieillesse. Contribution à l étude de l impact de la transformation sociodemographique dans la famille» Lisboa, 1990. ISBN 972-49-1347-3, 46 p., ITECS 3.
    S. Pereira Bastos
    1990. BASTOS, S. Pereira «A comunidade hindu da Quinta da Holandesa. Um estudo antropológico sobre a organização sócio-espacial da casa» Lisboa, 1990. ISBN 972-49-1365-1, 102 p., ITECS 5.

    REUNIÕES NACIONAIS E INTERNACIONAIS1991. Vários autores, Colóquio Viver (n)a Cidade. Lisboa. 1991, 492 p., RNI 35.

    A aquisição dos diversos livros (Informações Técnicas e Científicas, Teses e Programas de Investigação), Memórias e Comunicações referidos pode ser feita junto da Livraria do LNEC ou por encomenda (Avenida do Brasil, 101, 1700-066 Lisboa: Tel. 21 844 3000).
    O catálogo geral das publicações do LNEC está disponível em:http://www.lnec.pt/livraria/catalogo_edicoes

    Sem comentários :