domingo, abril 11, 2010

Reportagem sobre a 13.ª Visita Técnica do Grupo Habitar (GH), em 26 Março 2010, Vila Nova de Gaia - Infohabitar 293

Infohabitar, Ano VI, n.º 293
A 13.ª Visita do GH, em Vila Nova do Gaia, ao Convento Corpus Christi, às obras de acabamento do The Yetman Oporto Hotel e ao Castelo de Gaia
Reportagem: António Baptista Coelho
Organização da Visita Técnica: Defensor de Castro
.

Na sexta-feira de 26 de Março de 2010, numa parceria entre o Grupo Habitar, a CidadeGaia-SRU, a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, e a The Fladgate Partnership, no Cais de Vila Nova de Gaia e na zona do Castelo de Gaia teve lugar a 13.ª Visita Técnica do GH, entre as 14.00h e as 18.00h, com o programa que se divulga, em seguida, um programa a partir do qual é possível aceder a sites que explicitam melhor as diversas intervenções visitadas e a partir dos quais se retiraram algumas das citações que acompanham as imagens que ilustram este artigo.

14,00h- Visita ao Convento Corpus Christi
Convento Corpus Christi, da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia . http://www.cm-gaia.pt/gaia/portal/user/anon/page/_CMG_0000.psml?categoryOID=20888080808F80GC&contentid=6E87808580CO&nl=pt

15,30h – Visita às obras de conclusão do THE YEATMAN OPORTO HOTEL .
http://www.the-yeatman-hotel.com/
http://fugaspublico.blogspot.com/2009/01/douro-de-luxo-yeatman-apresentao-real.html
17,00h – Visita à Zona do CASTELO DE GAIA .
http://www.jf-miragaia.net/historia.htm







Fig. 00: imagem da visita

Tal como acontece em todos os eventos dinamizados pelo Grupo Habitar a visita foi pública, dependendo, apenas, de uma inscrição prévia.
Referências e agradecimentos
Também tal como acontece com quase todos os eventos participados pelo Grupo Habitar esta visita só foi possível com as excelentes parcerias de diversas entidades e pessoas, às quais se deixa aqui o devido registo e agredecimento público, e que neste caso foram: a CidadeGaia Sociedade de Reabilitação Urbana (CidadeGaia SRU) e o seu Presidente Senhor Eng.º Mota e Silva; a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e o Senhor César Oliveira, Presidente da respectiva Assembleia Municipal e também Administrador da referida CidadeGaia SRU; a The Fladgate Partnership e o seu Director Senhor Eng.º António Coelho dos Santos; e os Arqueólogos, doutores Teresa Pires Carvalho, Francisco Reimão Queiroga e Gonçalves Guimarães.
Entre as 18h e as 20h, decorreu a 9.ª Assembleia-geral do Grupo Habitar, na sede da CidadeGaia - SRU; e aponta-se, em seguida, o site da CidadeGaia-Sru:
http://www.cm-gaia.pt/gaia/portal/user/anon/page/_SRU_apresentacao.psml?categoryOID=96928080808180GC&contentid=EE92808680CO&nl=pt

Globalmente, há que salientar ter-se tratado de uma Visita Técnica - a 13.ª Visita Técnica do GH - , que cumpriu a melhor tradição do Grupo Habitar, tal como houve oportunidade de se referir na reunião havida no final da visita, pois foi uma tarde que integrou visitas variadas e comentadas a diversas obras concluídas e em desenvolvimento, associando aspectos mais antigos
do habitar a novas formas de residir e de usar o espaço urbano.


Imagens da visita ao Convento Corpus Christi

A visita ao Convento Corpus Christi foi acompanhada por vários técnicos, destacando-se a intervenção da Dr.ª Elsa Fontão, que assegurou uma intervenção inicial de enquadramento e acompanhou toda a visita, prestando todos os esclarecimentos aos visitantes. E chama-se a atenção, quer para o interesse espacial das diversas áreas do Convento, quer para a extraordinária riqueza em pinturas que recheia o edifício, que muito merece uma visita prolongada.






Fig.01: a intervenção inicial da Dr.ª Elsa Fontão.






Fig.02





Fig.03





Fig.04

Segue-se texto retirado do portal da Câmara Municipal de Gaia, que se aponta em seguida, sobre o Convento Corpus Christi.
http://www.cm-gaia.pt/gaia/portal/user/anon/page/_CMG_0000.psml?categoryOID=20888080808F80GC&contentid=6E87808580CO&nl=pt

"Convento Corpus Christi
Foi fundado em 1345 como resultado do empenhamento de uma fidalga de Gaia, Dona Maria Mendes Petite, cuja família estava ligada à fundação do Mosteiro de Grijó.
Dona Maria Mendes Petite dotou este Mosteiro, dedicado ao Augusto Sacramento da Eucarístia, de avultados bens e entregou-o à Ordem de S. Domingos, filiando-se no Mosteiro de São Domingos de Santarém.

Ordem vocacionada para a pregação, preferiam as cidades para se instalarem, onde havia muitas almas a assistir. Sobrevivendo de esmolas, receberam também o nome de Mendicantes. Conflito jurídico com o Bispo do Porto, que se opôs à sua fundação, provocou atraso significativo na sua abertura, o que veio a acontecer, apenas, em 1354.

Construído primitivamente junto ao rio no Séc. XIV, com as cheias do rio Douro as freiras de S. Domingos levantaram a actual igreja do Séc. XVII, tendo o Mosteiro sofrido profundas alterações nos Séc. XVII e XVIII e foi extinto em 1834. Só no decorrer do séc. XVII foi construída a Igreja e o corpo conventual que vemos hoje.

Do que existe, é de salientar a sua riqueza e valor artístico, a capela, octogonal e rematada por uma cúpula, quatro altares laterais com imagens de rara beleza; o Côro-Alto, espaço da primeira fase do barroco, é constituído por um cadeiral distribuído em 2 andares em forma de U, com o tecto formado por 49 caixotões decorados com pinturas a óleo sobre madeira representando Santos, Doutores da Igreja, figuras Dominicanas; o cadeiral, da primeira metade do séc. XVII, para as horas do ofício e para as reuniões conventuais, com a particularidade de em cada assento existir uma carranca diferente, representando negros ou exóticos, e espécies animais e vegetais e, cada voluta ser uma máscara esculpida, cada uma diferente das outras, sugerindo influências do Império Ultramarino.

Encontra-se aqui a arca tumular de Álvaro de Cernache, alferes da bandeira da Ala dos Namorados na Batalha de Aljubarrota.
No ano de 1940 realiza-se a última grande intervenção no edifício e a construção da sua ala Poente, de arquitectura tipicamente Estado-Novo, que veio corresponder às necessidades das Irmãs do Bom Pastor, na sua Obra.
No início dos anos 90, tendo-se retirado as Religiosas, foi a mesma entregue à Ordem Soberana e Militar de Malta, que através da Fundação Frei Manuel Pinto da Fonseca, continuou a afirmar o velho Mosteiro como centro activo de apostolado.

Hoje, o Mosteiro de Corpus Christi, em local privilegiado junto ao Cais de Gaia, pertence à Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, que estuda a implantação de um equipamento cultural de grande qualidade e envergadura."





Fig.05: um dos pátios do Corpus Christi, neste caso com utilização como apoio a serviços municipais





Fig.06: a envolvente do Corpus Christi

Imagens da visita às obras de conclusão do THE YEATMAN OPORTO HOTEL

A visita às obras de conclusão do THE YEATMAN OPORTO HOTEL foi acompanhada, de forma pormenorizada e muito atenta, pelo Eng.º António Coelho dos Santos, Director da empresa promotora a The Fladgate Partnership.

O projecto de Arquitectura foi realizado, no âmbito da referida empresa, pelo Arq.º Vítor Miranda e a construção esteve a cargo da empresa FDO, constituindo esta nova unidade hoteleira, para cerca de 80 quartos, uma forma renovada de oferta turística, marcada pela global integração volumétrica/paisagística, muito articulada com as extraordinárias vistas sobre o Porto, que são possíveis de todos os quartos, e muito associada à história vitivinícola de Vila Nova de Gaia e mesmo de todo o Vale do Douro, onde a The Fladgate Partnership desenvolve e irá dinamizar múltiplas iniciativas de índole hoteleira, turística e cultural, prevendo-se a interessante criação de circuitos integrados, nos quais este novo hotel terá, sem dúvida, um papel protagonista e muito caracterizado por um ambiente que se pretendeu tradicional, envolvente e acolhedor.




Fig.07: uma imagem da maqueta do THE YEATMAN OPORTO HOTEL




Fig.08:




Fig.09: as obras de conclusão estão numa fase de natural dinamização, encontrando-se, já, o próprio pessoal do hotel numa fase de preparação do início de actividades da nova unidade hoteleira.




Fig. 10: a vista impressionante que se tem a partir do novo Yeatman Oporto Hotel, em Vila Nova de Gaia

Destaca-se o grande interesse que tem a simulação que foi realizada para o "quarto-tipo" do novo Yeatman Oporto Hotel - salientando-se que os mais pequenos têm cerca de 40m2 -, um processo que tem toda a oportunidade em outros tipos de realizações nas áreas do habitar.

Foi referido que o próprio dimensionamento global de partes do quarto, assim como alguns aspectos de dimensionamento de pormenor foram sendo alterados no decurso do estudo de uma solução que servisse melhor os objectivos da respectiva ocupação e articulações de zonas funcionais e ambientes pomenorizados, nos quais cabe, naturalmente, uma afirmada relação entre vistas e interiores/exteriores privatizados.




Fig.11



Fig.12:

Visita à Zona do CASTELO DE GAIA

Finalmente, na zona dos escritórios da The Fladgate Partnership e com o adequado e constante enquadramento dos arqueólogos, doutores Teresa Pires Carvalho, Francisco Reimão Queiroga e Gonçalves Guimarães, foi possível uma muito interessante a visita à zona do Castelo de Gaia e ao ao que resta , visível, da respectiva muralha e ocupação humana.



Fig.13



Fig.14: intervenção da Doutora Teresa Pires Carvalho


E bem na tradição das acções do Grupo Habitar a tarde foi concluída com uma apresentação, em sala, de uma síntese dos vestígios arqueológicos paleocristãos de Portucale Castrum Antiquum (Gaia), bem como de um pequeno debate seja sobre o que terão sido as ocupações humanas e urbanas no Castelo de Gaia, seja sobre alguns dos problemas que marcam o desenrolar da arqueologia urbana.



Fig.15:

Próximas acções do Grupo Habitar

Ainda na tradição das acções do Grupo Habitar ficou lançada a ideia de, num auditório de Vila Nova de Gaia podermos debater, proximamente, alguns aspectos técnicos da reabilitação urbana, eventualmente com a contribuição de colegas do LNEC, num formato organizativo positivamente informal e visando-se a apresentação e discussão de aspectos úteis para uma reabilitação urbana e habitacional que tenha em conta a urgente vitalização do centro das cidades e das suas zonas históricas e patrimoniais.

Esta próxima acção do Grupo Habitar, que será a 19ª Sessão Técnica do Grupo Habitar, decorrerá igualmente em cooperação com a Cidade Gaia SRU, e está já pré-programada para 16 ou 17 de Junho de 2010, tendo lugar, em princípio, no Cais de Gaia; proximamente, o respectivo Programa, a data/hora e o local serão confirmados, aqui no Infohabitar, assim como será referida a morada/mail de inscrição.

Infohabitar, Ano VI, n.º 293
Infohabitar a Revista do Grupo Habitar
Editor: António Baptista Coelho
Edição de José Baptista Coelho
Lisboa, Encarnação - Olivais Norte, 12 de Abril de 2010

Sem comentários :