domingo, junho 24, 2012

Sobre o 2.º CIHEL - opinião do Prof Khaled Ghoubar - Infohabitar 399

2.º Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono
2.ºCIHEL

Edita-se, em seguida, um texto que o Arquitecto Khaled Ghoubar, Professor Titular da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, enviou ao Infohabitar comentando a realização e a importância do 2.º Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono - o 2.º CIHEL.

Lembra-se que o tema deste congresso será o seguinte:

“Habitação, Cidade, Território e Desenvolvimento”

E recorda-se que estamos já a uma semana do encerramento da 1.ª Chamada de Resumos com propostas de Comunicações para o 2.º CIHEL.


Fig. 01

Congresso,13 a 15 de março de 2013

Workshop, 11e 12 de março


SOBRE O 2º CIHEL

O 2º CIHEL, que acontecerá no meio da atual e grave crise financeira internacional, é uma rara e excelente oportunidade para discutirmos o papel da A&U no cenário político, tanto nos seus aspectos econômicos (financeiros e de produção industrial) como nos aspectos sociais (que é garantir uma habitação digna à população, sobretudo a menos afortunada).

O importante e inegável papel da Construção Civil na formação do PIB nacional, como na geração e distribuição de rendas e empregos, lhe dá autoridade suficiente para participar da discussão em busca de soluções políticas e socialmente sustentáveis para a retomada do desenvolvimento econômico das nações. Sem essa discussão, de interesse do capital e do social, as questões habitacionais correm sério risco de acabarem em segundo plano, e paradoxalmente inibirem a recuperação econômica. O problema é que a produção e financiamento da habitação exige um grande volume de capitais que demoram muito para voltarem aos cofres do sistema financeiro já combalido.

Portanto, a discussão da questão habitacional será muito bem vinda, ainda mais quando tratada dentro de um território transnacional, como será absolutamente natural dentro dos trabalhos do CIHEL. Esse caráter transnacional, unificado pela cultura portuguesa que nos é aqui comum, orgulhosamente, é a pedra fundamental na construção de laços mais fortes e duráveis de cooperação técnica e econômica de todos os tipos, não só a habitacional que aqui nos interessa como assunto central. Mas esta centralidade do tema habitacional do CIHEL jamais será exclusiva, pois o projeto habitacional envolve toda a gama de agentes sociais, políticos e econômicos para a sua concepção, execução e consumo, acima dos distintos e relativamente conflituosos interesses que historicamente cada um deles tem entre si.

O projeto de A&U apoiado pela administração pública com a riqueza e dinâmica à qual o CIHEL se propõe, será entendido na sua real e importante dimensão social, política e econômica em que ele está permanentemente mergulhado. E assim contribuir efetivamente na definição das soluções que precisamos ao enfrentamento dos tantos problemas que nos assaltam.

São Paulo, 13 de maio de 2012

Dr. Khaled Ghoubar

Professor Titular

AUT/FAUUSP


O 2.º Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono (2.º CIHEL) está ser organizado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) em associação com o Grupo Habitar, com o apoio de um número crescente de individualidades e entidades públicas e privadas e será realizado no Centro de Congressos do LNEC entre 13 e 15 de março de 2013, salientando-se que em 11 e 12 do mesmo mês decorrerá, também no LNEC, um Workshop sobre as temáticas a tratar no Congresso.

Chama-se a atenção para o interesse que o 2.º CIHEL está já a despertar, que fica bem patente no amplo conjunto de apoios institucionais já facultados, e em seguida registados.


Fig.02


O Congresso contou, desde o início, com a cooperação de investigadores e técnicos de diversos Núcleos do LNEC e do FUNDCIC – Fundo para o Desenvolvimento das Ciências da Construção, e com o apoio geral do Centro de Investigação em Arquitectura e Áreas Metropolitanas CIAAM, do Departamento de Arquitectura e Urbanismo do ISCTE-IUL.

Destaca-se, ainda, o apoio institucional fundamental ao 2.º CIHEL e ao seu Workshop por parte da Rede Portuguesa para o Desenvolvimento do Território - Instituto do Território (IT).

Mas outros apoios têm estado a chegar, salientando-se os seguintes (numa ordem sequencial de apoio):
Apoios estes até à presente data, mas há já contactos firmes com outras importantes entidades académicas, que serão brevemente divulgadas em termos de um apoio ao 2.º CIHEL.

Outros importantes apoios individuais e institucionais estão já numa fase muito avançada de desenvolvimento e serão, em breve, divulgados, designadamente entidades oficiais, ministeriais e municipais, do espaço da lusofonia.



Fig. 03

Breve resumo da temática do Congresso:

No 2.º CIHEL pretende-se assegurar uma abordagem ampla e multifacetada da temática “Habitação, Cidade, Território e Desenvolvimento”, estruturada em oito temas para os quais foi já aberta uma primeira chamada de comunicações, que terminará no próximo dia 2 de julho de 2012. A temática escolhida foi considerada bastante útil numa altura em que, no grande quadro dos países da lusofonia, há ainda críticas carências habitacionais e de ordenamento urbanístico, e tendo-se presente a forte influência da construção/reabilitação habitacional e de um crescimento urbano ordenado no desenvolvimento sustentado de um país, assim como a necessidade de se dirigir esta ferramenta de dinamização económica para caminhos socioculturais adequados a cada contexto nacional, regional e local e que visem a mitigação dos respectivos e principais problemas em termos de habitabilidade e urbanidade.

Todos os aspectos práticos relativos ao Congresso constam do seu site, que está em permanente actualização: http://2cihel.lnec.pt/

E lembra-se que a primeira chamada de resumos para proposta de comunicações ao 2.º CIHEL a enviar para comunicacoes2cihel@lnec.pt termina já em 1 de julho de 2012 (1.ª chamada, salientando-se que quem envie o resumo até esta data terá a resposta garantida,por parte da Comissão Científica até 30 de Julho).

Para todos os esclarecimentos recomenda-se a visita ao site do Congresso, disponível em http://2cihel.lnec.pt/

Salienta-se que a primeira chamada de resumos para comunicações terminará no final do mês de Junho e que estes deverão ser enviados, segundo a regras referidas no site - http://2cihel.lnec.pt/  - até o dia 1 de julho de 2012, para o seguinte endereço eletrónico/email: comunicacoes2cihel@lnec.pt


Fig. 04: imagens do 1.º CIHEL, no ISCTE-Intsituto Universitário de Lisboa

Antecedendo o Congresso, em 11a 12 de março, terá lugar um workshop sobre a mesma temática, que integra uma visita técnica na área da Grande Lisboa. Durante o Workshop e o Congresso terá lugar, no grande átrio do Centro de Congressos do LNEC, uma exposição sobre as temáticas do 2.º CIHEL. O Congresso contará com conferencistas convidados e um amplo conjunto de comunicações estruturadas nos oito temas apontados nesta circular. Estão também previstas visitas pós-congresso, a realizar no sábado (16 de março de 2013).

Pretende-se, assim, disponibilizar um fórum de dinamização de contatos, parcerias e discussão e transferência de conhecimentos, entre responsáveis por entidades oficiais e privadas, técnicos, promotores, investigadores, projetistas, construtores e industriais ligados a estas matérias; e um fórum com o máximo de potencial de continuidade, havendo, já, iniciativas em curso nesse sentido e que serão oportunamente divulgadas.



Fig. 05: o Centro de Congressos do LNEC

O Congresso decorrerá no Centro de Congressos integrado no Campus do LNEC, que conta com excelentes acessibilidades, tem estacionamento fácil, e está situado numa zona central de Lisboa, próxima do Aeroporto da Portela e a 10 minutos a pé de uma estação de Metro; integra-se no agradável Bairro de Alvalade (ver localização ), sendo possível o alojamento em hotéis aí existentes.

A estrutura promotora, de divulgação e organizativa do Congresso inclui uma Comissão de Honra, uma Direção, um Secretariado Permanente do CIHEL, uma Comissão Consultiva, uma Comissão Científica, uma Comissão Organizadora Internacional, uma Comissão Organizadora e um Secretariado Geral.

A Presidência do 2.º CIHEL será brevemente divulgada.
A Comissão de Honra do 2.º CIHEL está em constituição.
A Direção do 2.º CIHEL é assegurada por António Baptista Coelho (LNEC e GH); António Reis Cabrita (LNEC, UCP e GH); e Jorge Grandão Lopes (LNEC).
A Comissão Científica do 2.º CIHEL está praticamente formada, é multidisciplinar e integra pessoas de diversas entidades e nacionalidades, e é presidida pelo Arq.º Paulo Tormenta Pinto (ISCTE-IUL, CIAAM e GH); esta comissão será divulgada muito em breve.
A Comissão Consultiva do 2.º CIHEL está também quase formada e é presidida pela Arq.ª Helena Roseta, Vereadora da Habitação e da Acção Social da Câmara Municipal de Lisboa, que presidiu ao 1.º CIHEL; esta comissão será divulgada muito em breve.
A Comissão Dinamizadora Internacional, também quase formada, é presidida pelo Prof. Arq.º António Gameiro, da Universidade Agostinho Neto e Bastonário da Ordem dos Arquitectos de Angola, que foi um dos principais elementos do 1.º CIHEL; esta comissão será divulgada muito em breve.
O Secretariado Permanente do CIHEL é constituído por: Ana Vaz Milheiro (ISCTE-IUL e CIAAM); Anselmo Cani (UEM); António Baptista Coelho (LNEC e GH); António Gameiro (UAN); António Reis Cabrita (LNEC, UCP e GH); Estanislau Silva Ferreira (MIGB); Francisco Oliveira (FAUTL e CIAUD); João Filgueiras Lima; José Dias; Khaled Ghoubar (FAU-USP e GH); Manuel Correia Fernandes (FAUP e GH); Margarida Louro (FAUTL e CIAUD); Paulo Tormenta Pinto (ISCTE-IUL, CIAAM e GH); Sheila Walbe Ornstein (FAU-USP e Museu Paulista USP); Teresa Madeira (ISCTE-IUL e CIAAM); Vasco Rato (ISCTE-IUL e CIAAM).

A Comissão Organizadora do 2.º CIHEL tem, desde já, a seguinte constituição: António Baptista Coelho (DED/NAU-LNEC e GH) - presidente; Ana Pinho (DED/NAU -LNEC); António Vilhena (DED/NRI); Elisabete Arsénio (DT/NPTS -LNEC); Fedra Camilo (DSLM/DIDCT-LNEC); Helder David (DSLM/DIDCT-LNEC); João Branco Pedro (DED/NAU-LNEC); João Lutas Craveiro (DED/NESO-LNEC e GH); João Portugal (DG/NBOA e Coop. LNEC-IPAD-LABPLOP); Manuela França Martins (ORG/GRPT-LNEC); Margarida Louro (CIAUD e FAUTL); Pedro R. B. Coelho (GH); Rita Morgado (DSLM/DIDCT-LNEC); Teresa Fonseca (FUNDCIC); Teresa Madeira da Silva (ISCTE-IUL); Fernando Pinho (FCT - UNL); e David Viana (CEAUP) - haverá ainda inclusão de membros de outras entidades apoiantes.


Fig. 06

Salienta-se, finalmente, o perfil visado para o 2.º CIHEL - para ele próprio e no seu papel de refundação e dinamização do próprio Congresso como actividade com expressiva continuidade de actividades -, que é o de uma reunião técnica e científica extremamente ligada à sociedade e aos seus principais protagonistas, concretizando-se um Congresso que seja catalizador de um activo fórum de dinamização de contatos, parcerias e discussão e transferência de conhecimentos, entre responsáveis por entidades oficiais e privadas, técnicos, promotores, investigadores, projetistas, construtores e industriais ligados a estas matérias no mundo da lusofonia; um fórum com o máximo de potencial de continuidade, e que, desde já, está a polarizar um conjunto muito interessante de importantes iniciativas, que irão decorrer simultaneamente ao Congresso e sobre as quais haverá, em breve, notícias.

Lisboa e LNEC, em 24 de junho de 2012

António Baptista Coelho (LNEC e GH), Presidente da Com. Organizadora e Direção do 2.º CIHEL
Paulo Tormenta Pinto (ISCTE-IUL, CIAAM e GH), Presidente da Comissão Científica do 2.º CIHEL
António Reis Cabrita (LNEC, UCP e GH), Direção do 2.º CIHEL
Jorge Grandão Lopes (LNEC), Direção do 2.º CIHEL



Informações complementares:

LNEC, Apoio à Organização de Reuniões - Secretariado do 2.º CIHEL

LNEC, Av. do Brasil, n.º 101, 1700-066 Lisboa,

Email: organizacao2cihel@lnec.pt - Telefone: +351 218 443 483 - Fax: +351 218 443 014

http://2cihel.lnec.pt/







Sem comentários :