domingo, maio 28, 2006

Prémio Instituto Nacional de Habitação 2006: as candidaturas cooperativas - Infohabitar 86


 - Infohabitar 86

Prémio Instituto Nacional de Habitação 2006: as candidaturas cooperativas

Marcando, positivamente, uma nova fase da produção de habitação de interesse social em Portugal, o Prémio do Instituto Nacional de Habitação (Prémio INH) , que é um Prémio honorífico e que teve uma primeira edição em 1989, proporcionou, ao longo das 18 edições já decorridas, até ao presente, o Prémio INH 2006, uma aproximação anual sistemática entre os Júris multidisciplinares do PINH e os promotores, projectistas e construtores de cerca de 600 conjuntos habitacionais, disseminados por todo o País.
A metodologia seguida nos trabalhos do PINH está apresentada no artigo do Infohabitar editado no final de Maio de 2006, portanto, em seguida, faz-se uma reportagem sumária dos conjuntos candidatos à edição de 2006, cujos resultados serão conhecidos no decurso de uma cerimónia a promover pelo INH em 30 de Junho de 2006.
Seguem-se imagens das candidaturas ao PINH de 2006 relativas as duas modalidades de promoção de habitação cooperativa, bem como as listagens dos candidatos nas restantes modalidades de promoção de habitação de interesse social financiadas pelo INH; nas próximas edições do Infohabitar serão divulgadas imagens dos conjuntos habitacionais que concorreram nessas modalidades de promoção ao PINH 2006 (promoção municipal, promoção de instituto público e promoção privada).
Sublinha-se que o Prémio INH é atribuído em cada uma das modalidades referidas, aproveitando-se para relembrar uma súmula dos respectivos “critérios de selecção e valorização:”
- “a salvaguarda e valorização da qualidade da paisagem global;
- o modelo e a integração urbanística com a compreensão da aptidão dos espaços e dos valores naturais e culturais existentes;
- a imagem e a organização arquitectónica;
- as técnicas e a racionalidade construtiva, integrando valores de caracterização local e aplicando soluções, tecnologias e materiais amigos do ambiente que reduzam o consumo de energia;
- a compatibilização das instalações e equipamentos;
- a integração, quando for caso disso, de equipamento de exterior de desporto e de lazer atendendo a todas as classes etárias;”
- a apropriação pelos utilizadores, quer no interior quer no exterior dos edifícios.”
Promoção cooperativa (Habitação a Custos Controlados):
CHC, Évora – Évora, Bº Sra.Saúde, 45fogos, Arq.º Rui SilvaRusso, const. A.M.M. Rodrigues.

CHE JuventudeCabanense – Loulé-Gomeira, 40 fogos, Arq.º PedroMestre e Arq. RubemMartins, const. A. Poucochinho.
Guimarãescoope – Guimarães, Fermentões, R. Guimarãescoope, 16 fogos, Arq.ª. MariaFernandaMartins, const. NVE.
Promoção cooperativa (Estatuto Fiscal Cooperativo):
C.U.P.H, GrupoMCH Algarve – Faro, Vale.da.Amoreira, “Janelas.de.Faro”, 181fogos, Arq.ª. JenniferPereira e Arq.º Rogério PauloInácio, const. Varcril e Edifer P.Coelho e Fernandes.
LarParaTodos – Ferreira.do Alentejo, BºColina, 24fogos, Arq.º Antero de Sousa, const. A. Jorge.
Maiacoope – Maia, Gueifães, R. 5 Out, 28fogos, Arq.ª Sandra Couto, const. Mozinho.
Nota: o Infohabitar poderá vir a acrescentar alguns comentários às imagens agora editadas.
Promoção municipal:
- C. M. de CasteloBranco – C.Branco, Bº Horta d`Alva, 32fogos, Arq.º CassianoNeves e Arq.º Gonçalo MarçalGrilo, const. Contrope.
- C. M. de Loulé – Salir, 6fogos, Arq.º MarceloSantos, const. A. Poucochinho.
- C. M. de Matosinhos – Leça daPalmeira, MonteEspinho, 108fogos, Arq.ª PaulaPetiz, const. FDO Construções.
- C. M. de Murça – Murça, Barroca, 30 fogos, Arq.º JoãoAvelino Sousa, const. Manuel JoaquimCaldeira.
- C. M. de Nelas – Nelas, FigªVelha, 36 fogos, projecto GAT, const. AmadeuGonçalves Cura.
- C. M. doPorto – Porto,ParceriaAntunes, 54fogos, Arq. Cancellière & Costa, const. SanJose.
Promoção por entidade pública empresarial:
- InvestimentosHabitacionais.da.Madeira - E.P.E. – Câmara deLobos, Jardim daSerra, 25fogos, Arq.º Carlos Gonçalves, const. FDO-Construções
Promoção privada – Contratos de Desenvolvimento de Habitação:
- Consórcio Assimec, Edinorte – V. N. Gaia, S.FélixMarinha, Rua de Mourões, 150fogos, Arq.º J.Bragança e Arq.º M.Marques.
- Consórcio Efimóveis Edinorte – SantoTirso, S. Marinho doCampo, Lugar doRibeiro, 72fogos, Arq.º J.Bragança e Arq.º M.Marques.
- Consórcio EfimóveisFerreira – FigueiradaFoz – Gala, 81 fogos, Arq.º Duarte Nuno Simões e Arq.º Nuno Simões.
- Consórcio EfimóveisFerreira – Gondomar, RioTinto-Areias, 94fogos, Arq.º J.Bragança e Arq.º M.Marques.
- Consórcio EfimóveisFerreira – V. N. Gaia, Gulpilhares, Rua M.M. daCruz, 68fogos, Arq.º J.Bragança e Arq.º M.Marques.
- ConsórcioMesquita, Funchal, CaminhoDaIgreja, 50fogos, Arq.
- ConsórcioMesquita, Funchal, SítiodasPreces, 100fogos, Arq.ª FilipaMartins.
- Consórcio Soarta, Soares da Costa – V.N. Gaia, Arcozelo, R.Mercado-Aguda, 112fogos, Arq.º EduardoPereira.
- Consórcio Taminvest, MCA – SantoTirso, S. Tomé de Negrelos, Pedrados, 32fogos, Arq.º Jorge Nuno Monteiro.
- Construtora do Távora – Trancoso, Bº, Sr.ª dosAflitos, 11fogos, Arq.º Aires Almeida e Arq.ª Sofia Jacob.
- Eurohorizonte, FDO – Aveiro, Aradas, Magustão, 63fogos, projecto Idactos.
- Eurohorizonte, FDO – Trofa, S.Martinho Bougado - Mosteiró, 85fogos, Arq.º RicardoAlarcão.
- Eurohorizonte, FDO – Trofa, S.Romão de Coronado – Fontinha,39fogos, Arq.º RicardoAlarcão.
- Habimarante – Cabeceirasde Basto, Arcode Baúlhe, 21fogos, Arq.º HugoMaia.
- Hagen – Sines, Qt. dosPassarinhos, 44fogos, Arq. MiguelRocha, Arq. MiguelSaraiva.
- Imperbor, Habcob, Engºs Associados – ParedesGandra, 28fogos, Arq.º J.Bragança e Arq.º M.Marques.
- J.S.Marques, S.R.Ribeiro – Paços deFerreira, SeroaSaibreiras, 42fogos, Arq.ª FátimaNogueira.
Lisboa, Encarnação/Olivais-Norte, 4 de Junho de 2006
António Baptista Coelho

Sem comentários :