sábado, abril 04, 2015

Mais alguns desenhos e alguns conselhos - Infohabitar 527

http://labhab.fau.usp.br/3cihel/

Infohabitar, Ano XI, n.º 527

Mais alguns desenhos e alguns conselhos

Aproveitando a breve paragem letiva e a probabilidade de alguns dos meus alunos de Desenho 1 - II, do mestrado Integrado em Arquitetura da Universidade da Beira Interior na Covilhã, estarem a trabalhar nos seus diários gráficos, e naturalmente considerando que outros leitores também se interessem por estas matérias - sei de alguns colegas no Brasil que têm contatado comigo nesse sentido e a quem saúdo calorosamente - , editam-se mais alguns apontamentos urbanos e naturais e aproveita-se para registar alguns aspetos de base da prática do desenho livre; interessa praticar, praticar, praticar, e ajuda repetir as temáticas, lembrando-nos de aspetos essenciais, como:

  1.       procurar um excelente ponto de vista que nos atraia verdadeiramente;
  2.       ter um mínimo de conforto e de sossego para desenhar;
  3.       arriscar naturalidade e rapidez na relação entre observação e o "traço" (daí a vantagem de se repetirem as temáticas);
  4.      usar o espaço da folha, mas lembrar que o espaço branco também é desenho;
  5.      procurar proporções equilibradas;
  6.      tentar acertar pontos de fuga/linhas de vista (a altura a que estamos a observar), mas não "bloquear" por causa disto;
  7.      fazer vários desenhos rápidos no mesmo sítio e do mesmo tema (vão ver que os "segundos" ou "terceiros" apontamentos vão sair melhor, porque a cabeça e a mente "aqueceram");
  8.      deixar o lápis e/ou a caneta desenharem quase por si, quase "brincando" na folha e desenhando quase com autonomia e o mais possível em contato contínuo com a folha, não levantando a ponta do papel;
  9.      deixar a folha branca (não suja) e ousar contrastes fortes branco, cinzento (exemplo dois tons) e preto/preto, não esquecendo que o espaço branco que se deixa também é desenho;
  10.      esquecer que se pode apagar, desenhar a lápis e/ou a caneta e/ou a aguada, sem apagar;
  11.      não esperar que todos os apontamentos fiquem bem; desenhar mais e depois mostrar apenas os melhores desenhos;
  12.      e tentar desenhar com prazer e mesmo com um certo sentido lúdico - tirar o "sentido sério" ao desenhar, procurando desenhar cada vez melhor, mas como que brincando.

E muitos desenhos: menos bons, razoáveis e bons, é o que desejo!

António Baptista Coelho

Nota prática: os apontamentos que se seguem foram escolhidos por serem muito diversos nas técnicas usadas (lápis, caneta/marcador, aguada), na respetiva duração (entre cerca de 5 minutos a maior parte deles e um máximo de 30 minutos, os mais elaborados) e nos temas escolhidos.

















































Notas editoriais:
(i) Embora a edição dos artigos editados na Infohabitar seja ponderada, caso a caso, pelo corpo editorial, no sentido de se tentar assegurar uma linha de edição marcada por um significativo nível técnico e científico, as opiniões expressas nos artigos e comentários apenas traduzem o pensamento e as posições individuais dos respectivos autores desses artigos e comentários, sendo portanto da exclusiva responsabilidade dos mesmos autores.
(ii) De acordo com o mesmo sentido, de se tentar assegurar o referido e adequado nível técnico e científico da Infohabitar e tendo em conta a ocorrência de uma quantidade muito significativa de comentários "automatizados" e/ou que nada têm a ver com a tipologia global dos conteúdos temáticos tratados na Infohabitar e pelo GHabitar, a respetiva edição da revista condiciona a edição dos comentários à respetiva moderação, pelos editores; uma moderação que se circunscreve, apenas e exclusivamente, à verificação de que o comentário é pertinente no sentido do teor editorial da revista; naturalmente , podendo ser de teor positivo ou negativo em termos de eventuais críticas, e sendo editado tal e qual foi recebido na edição.
(iii) Para proporcionar a edição de imagens na Infohabitar, elas são obrigatoriamente depositadas num programa de imagens, sendo usado o Photobucket; onde devido ao grande número de imagens se torna muito difícil registar as respectivas autorias. Desta forma refere-se que, caso haja interesse no uso dessas imagens se consultem os artigos da Infohabitar onde, sistematicamente, as autorias das imagens são devidamente registadas e salientadas. Sublinha-se, portanto, que os vários albuns do Photobucket que são geridos pelo editor da Infohabitar constituem bancos de dados da Infohabitar, sendo essas imagens de diversas autorias, apontadas nos artigos da Infohabitar, pelo que deve haver todo o cuidado no seu uso; havendo dúvidas um contacto com o editor será sempre esclarecedor.

Infohabitar, Ano XI, n.º 527

Mais alguns desenhos e alguns conselhos

Editor: António Baptista Coelho – abc@ubi.pt, abc@lnec.pt e abc.infohabitar@gmail.com
GHabitar (GH) Associação Portuguesa para a Promoção da Qualidade Habitacional, Mestrado Integrado em Arquitectura da Universidade da Beira Interior - MIAUBI

Edição: José Baptista Coelho - Lisboa, Encarnação - Olivais Norte.



Sem comentários :